Carregando...

Publicidade

“Zé Bolinho” tombou sem vida no meio da rua em frente à oficina onde trabalhava (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Homem foi morto com três tiros na cabeça em uma oficina de funilaria em Campos Sales

Fonte: Miséria
03/03/2017

Um homicídio foi registrado no início desta tarde em Campos Sales se constituindo no primeiro do mês de março e o quinto do ano no município. Por volta das 12 horas, em uma oficina de funilaria e pintura que funciona na Rua Pereira Filgueiras, 306 no bairro Batalhão, o pintor automotivo José das Chagas dos Santos, de 37 anos, foi executado com três tiros na cabeça. Ele ainda tentou fugir da linha de tiros, mas tombou sem vida em frente ao estabelecimento onde trabalhava.

O Mesmo era apelidado por “Zé Bolinho”, nasceu em Santana do Cariri e residia na própria oficina. Uma patrulha com o Tenente Henrique, os Sargentos Erisvalto e Lourenço e o Soldado Rocha esteve no local e os PMs souberam que os dois acusados tinham fugido numa moto de cor prata após adentrarem o estabelecimento e efetuarem os disparos. Na oficina, os policiais apreenderam duas ligas de chumbo de projéteis de arma de fogo as quais foram encaminhadas à Delegacia de Policia Civil de Campos Sales.

A vítima respondia dois procedimentos na justiça por crimes ambientais. Além disso, “Zé Bolinho” foi indiciado em Inquérito Policial por tentar matar em Salitre Gesualdo Matias da Silva. O último homicídio em Campos Sales tinha ocorrido no dia 15 de fevereiro quando Francisco Erivaldo da Silva, de 37 anos, o “Bola” que residia na Rua 15 de Novembro (Bairro Poço), foi morto a tiros perto da rodoviária. Ele tinha envolvimento com o tráfico de drogas e foi assassinado por dois homens numa moto.