Carregando...

Publicidade

Fabrica Itapissuma situada no limites do município de Fronteiras - PI (Foto: Reprodução)

Fabrica de cimento Itapissuma fecha as portas em Fronteiras - PI

06/03/2017

Na manhã desta segunda-feira 06/03, os funcionários da Itapissuma S/A em Fronteiras - Pi, foram surpreendidos com uma demissão em massa de seus funcionários.

Fato lamentável, pois a ITAPISSUMA já foi referência em compromisso para com seus colaboradores e exemplo de estabilidade financeira para os que ali trabalhavam.

Oportunidade de emprego almejado por muitos, hoje a ITAPISSUMA não passa de uma triste realidade e alvo da vaidade particular de alguns que coloca em jogo o futuro de muitas famílias que dependiam apenas dali.

Há algum tempo, a gestão sofreu mudanças trazendo esperança para grande parte de seus colaboradores de que algo de bom aconteceria, mas infelizmente a cerca de aproximadamente duas semanas, mais de 200 colaboradores foram demitidos da empresa.

Para muitos não foi surpresa, pois a Itapissuma a cerca de dois anos vem sofrendo no mercado por falta de credibilidade, onde alguns comerciantes já não tinham interesse em fornecer para o grupo NASSAU, pois a mesma não estava cumprindo rigorosamente com os compromisso, atrasando junto aos seus credores.

Por fim, nos últimos meses a empresa vinha se dando o luxo de atrasar o salário dos funcionários, bem como também as férias, ato este que levou alguns funcionários na tarde desta sexta-feira a invadir a sala da gerência na empresa, cobrando o pagamento das 7 quinzenas que se encontra em atraso.

O grupo Nassau em ato hostil e ditador, resolveu na manhã desta fatídica segunda-feira, demitir sumariamente em massa através de carta todo o seu funcionalismo, ato de desrespeito com o ser humano e aos direitos trabalhista.

Acredita-se que mais de 480 famílias encontram-se desempregadas nesta manhã, triste situação pois muita gente dependia desse emprego para o sustento da família.


Comunicado oficial (Foto: Reprodução)

Há rumores de que trata-se de um problema de gestão, girando em torno de problemas de herança, pois o município dispõe matéria-prima suficiente, sendo apontada como uma das melhores do país , viabilizando venda imediata do cimento aqui fabricado.

Nos foi repassado que amanhã, os então ex-funcionários, juntamente ao Sindicato dos Trabalhadores da empresa e advogados sentarão no Ginásio Poliesportivo de Fronteiras às 11:00h para tratar de direitos trabalhistas a serem cobrados e adquiridos.

Também compareceram nesta manhã à empresa, os vereadores Gernilson Ricardo e Adeilson para conferir e lamentar essa tragédia para as famílias dos funcionários.