Carregando...

Publicidade

O açude do Cedro fica localizado no sertão central. (Foto: Reprodução)

Açude onde houve morte de mais de 400 tartarugas recebe primeira recarga de água em 2017.

Mesmo com água que chegou, vale salientar que o açude do Cedro, em Quixadá, ainda está com 0,0% da capacidade.

06/03/2017

Há dois meses, o açude Cedro estava totalmente seco e com mais de 400 tartarugas mortas. Mas um alento foi divulgado em vídeo nas redes sociais neste fim de semana: o açude está com água após as primeiras chuvas na região em 2017.

Mais antigo do Brasil

O açude centenário fica localizado a 170 quilômetros de Fortaleza, em Quixadá, no sertão central, e é o primeiro reservatório construído no Brasil. Ele tem capacidade de 126 mil metros cúbicos.

Contudo, vale salientar, que o volume do reservatório ainda está com 0,0% da capacidade, no site da secretaria de Recursos Hídricos do Ceará.


O volume ainda está em 0,0% (Foto: Reprodução)

Dois açudes no Ceará, no último domingo (5), atingiram 100% de seu volume. Os açudes Maranguapinho, no município de Maranguape, e o açude Caldeirões, em Saboeiro, sangraram.

Os açudes Curral Velho (12 mil m3 de água), em Morada Nova; e o açude Gavião, na Região Metropolitana de Fortaleza, têm mais de 80% do volume preenchido. O Gavião tem capacidade de armazenar 53 milhões de metros cúbicos de água e abastece Fortaleza. As informações são da Secretaria de Recursos Hídricos.

Apesar das chuvas, a maioria dos açudes do Ceará não atingem ainda nem 10% da sua capacidade. O Castanhão, o maior, opera com 5,23% da capacidade; o Orós tem 10,12% da capacidade; e o Banabuiú – terceiro maior do Ceará, tem apenas 0,59%.