Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução/Internet)

Assinaturas anticorrupção são validadas.

29/03/2017

Brasília. O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), assinou ontem despacho considerando válido um total de 1,74 milhão de assinaturas populares de apoio ao projeto anticorrupção elaborado pelo Ministério Público Federal (MPF).

Com isso, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deve devolver o projeto ao Senado para que ele volte a tramitar.

Elaborado pela força-tarefa da Operação Lava-Jato e encampado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), o projeto foi apresentado em 2016 com mais de 2 milhões de assinaturas populares, segundo os autores. Mas acabou sofrendo diversas alterações na votação pelo plenário da Câmara.

Em uma polêmica votação encerrada durante a madrugada, deputados desfiguraram boa parte das medidas defendidas pelos procuradores.