Carregando...

Publicidade

Vasco domina, vence Nova Iguaçu e encara Flamengo na semi da Taça Rio

Nenê, Douglas e companhia lideram time de Milton Mendes em Moça Bonita. Com a vitória, Vasco chega a 12 pontos e fica em primeiro lugar no grupo

02/04/2017

O JOGO

O Vasco não teve trabalho para vencer o Nova Iguaçu na tarde deste domingo, em Moça Bonita, pela sexta rodada da Taça Rio. Liderado por Nenê e Douglas, o time comandado pelo técnico Milton Mendes garantiu a liderança do grupo C do segundo turno do Campeonato Carioca, com 12 pontos, e enfrenta o Flamengo, segundo do grupo A, na semifinal.

Os visitantes não foram ameaçados em momento algum - até demoraram a criar boas chances, mas não foram pressionados. Depois de um primeiro tempo com muitos erros do Vasco, que, mesmo assim, conseguiu abrir o placar, a etapa final foi de pleno domínio.
 

SEMIFINAL

Com a vitória diante do Nova Iguaçu, o Vasco enfrenta o Flamengo na semifinal da Taça Rio. A equipe comandada pelo técnico Milton Mendes terminou a fase de grupos em primeiro lugar. Por isso, enfrenta o vice-líder do grupo A e tem a vantagem do empate para ir à final. 

Na semi do Campeonato Carioca, o Vasco enfrenta o Fluminense.


DOUGLAS X NENÊ

Depois de um lance no primeiro tempo, o experiente meia vascaíno se irritou com o garoto e gritou: “Você tem de me respeitar, seu moleque!”. No intervalo, Nenê disse que isso é normal de jogo. 


PRIMEIRO TEMPO

 O Vasco, precisando vencer para passar o Fluminense na classificação do grupo C da Taça Rio, foi para cima do Nova Iguaçu, mesmo fora de casa. Apesar do ímpeto, o time comandado pelo técnico Milton Mendes pouco criava - esbarrava no pouco ritmo de Luis Fabiano e em passes errados. O adversário, porém, também não assustava em contra-ataques. Perto do fim do primeiro tempo, Nenê, o melhor vascaíno, acertou bom cruzamento para Rafael Marques abrir o placar. 


SEGUNDO TEMPO

Depois do intervalo, o Vasco melhorou e passou a criar boas chances. Luis Fabiano, inclusive, quase ampliou, de cabeça, mas a bola passou raspando pela trave. O Nova Iguaçu parecia estar cansado e não conseguia mais chegar ao ataque. Mais uma vez saiu dos pés do Nenê o segundo gol vascaíno: o meia cruzou para Yago Pikachu, que, já sem goleiro e na pequena área, marcou. Mesmo perdendo por 2 a 0, os mandantes não tinham forçar para pressionar.