Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução)

Com bola parada e "Sassarrada", Bota bate Flu e vai à final daTaça Rio

Em dois lances parecidos, um deles irregular, Glorioso constrói triunfo no primeiro tempo. Na etapa final, Sassá decreta vitória. Vasco será o adversário na decisão

09/04/2017

RESUMÃO

Esqueça as polêmicas. Deixe para lá a insatisfação de Camilo nas vésperas da semifinal. Não ligue para o gol irregular marcado por Dudu Cearense no Engenhão, assinalado pelo auxiliar Rodrigo Figueiredo Henrique Correa. Apesar destas questões, o Botafogo venceu o Fluminense por 3 a 1 e garantiu vaga na final da Taça Rio, sem deixar espaço para reclamações. No próximo domingo, enfrentará o Vasco, na decisão do segundo turno.

PRÓXIMOS JOGOS

Na quinta-feira, as duas equipes voltam a campo. O Botafogo visita o Atlético Nacional na Colômbia, pela Libertadores. O Fluminense encara o Goiás em Goiânia, pela Copa do Brasil.

GOL IMPEDIDO E DOIS LEGAIS

Além do gol de Dudu, impedido junto com outros quatro companheiros após cobrança de falta de Gilson, o Botafogo marcou duas vezes, estas legais: a primeira, logo no minuto inicial de jogo, também aconteceu em lançamento de Gilson - desta vez, quem marcou foi Igor Rabello, de cabeça. No segundo tempo, Sassá completou.

SASSARRADA

Sassá chego a cinco gols na temporada. Ele é artilheiro da equipe em 2017, junto com Rodrigo Pimpão e Roger. Na comemoração, o atacante festejou com sua já tradicional "sassarrada".

O JOGO

À parte os gols, o Botafogo não chegou muito mais vezes. Mas soube gerir a vantagem - além de tudo, bastava empatar para se classificar. O Fluminense, com um time reserva, tomou o susto pelo gol no primeiro minuto, teve mais posse de bola, mas pouco ameaçou. A melhor chance, quando o jogo ainda estava 1 a 0, foi com Marcos Junior, que se viu livre à frente de Gatito, mas não conseguiu driblar o goleiro.

O Tricolor não passou das bolas alçadas na área alvinegra. Encaixotou-se na marcação adversária, trocou passes, mas não viu alternativas, nem com as mudanças no segundo tempo - Richarlison, de pênalti, diminuiu aos 43 minutos.

CAMILO

O meio-campista atuou centralizado, como se destacou em 2016. Mas esteve discreto e não justificou a bronca por jogar pelos lados, como vem acontecendo com o time titular.

PÚBLICO E RENDA

Público pagante: 7.309 pessoas; presente: 8.579 presentes. Renda: R$ 130.320,00