Carregando...

Publicidade

São mais de 130 atrações gratuitas durante os seis dias de evento (Foto: Reprodução/Maloca Dragão – Thiago Nozi)

Festival Maloca Dragão tem mais de 130 atrações gratuitas; confira a programação

Shows, peças de teatros, espetáculos de dança e circo, apresentações da cultura popular e literatura, performances de arte urbana, feiras de moda e gastronomia. As opções são para todos os gostos

26/04/2017

O maior festival de artes do Ceará, o Maloca Dragão, começa nesta terça-feira (25). São mais de 130 atrações gratuitas durante os seis dias dias de evento. Shows, peças de teatros, espetáculos de dança e circo, apresentações da cultura popular e literatura, intervenções e performances de arte urbana, feiras de moda, tenda de música eletrônica, design e gastronomia.

Dentre os destaques do festival estão a “Mostra Cinema Documental: Fronteiras e Verdades” e a exposição fotográfica “O fotógrafo Chico Albuquerque, 100 anos”. Essa abre o festival às 19h, no Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC-CE). A exposição é a maior sobre o trabalho do fotógrafo cearense, com mais de 400 fotos. Entre elas, está a série Mucuripe, que levou ao país o trabalho dos jangadeiros e as belezas da orla do bairro fortalezense com imagens que vão de 1952 a 1988. Também são exibidos na mostra objetos e fotografias pessoais do fotógrafo, que morreu em 2000.

Já a “Mostra Cinema Documental: Fronteiras e Verdades” vai de 26 a 29 de abril. Na quarta-feira (26), abre a mostra, às 19h30, o longa Baronesa, premiado na 20ª Mostra de Cinema de Tiradentes. O filme mostra como é ser mulher na periferia de Belo Horizonte (MG) através do ângulo de duas amigas, Andreia e Leidiane. A sessão conta com a presença da realizadora do filme, Juliana Antunes. Outro destaque da mostra é a série Vidas na Orla, dirigida pelo antropólogo da Universidade Federal do Ceará (UFC) Alexandre Fleming. São três filmes, cada um registrando o dia a dia de moradores em seus bairros: Marco Zero (sobre a Barra do Ceará), Dia de Vo(l)tar (Poço da Draga) e Arte itinerante (Beira-Mar).

Já na música, o Maloca traz atrações como Karol Conka, Tribo de Jah, Cidadão Instigado, Kátia Cilene e Geraldo Júnior. Também há atrações internacionais, pela primeira vez na história, do festival: a cantora argentina La Yegros.

A cultura cearense está representada através do Chamamento Público, que fez um recorte com produções inéditas no festival e que dessem conta da pluralidade do atual panorama da arte cearense”, como define o diretor de Ação Cultural do Dragão, João Wilson Damasceno. Também contribuem para isso os espetáculos e shows desenvolvidos nos Laboratórios de Criação do Porto Iracema das Artes, escola de formação e criação artística do Instituto Dragão do Mar.

Serviço:

Confira a programação do festival na íntegra clicando aqui.