Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução)

Certeiro, Atlético-PR aproveita chances e toma liderança do Fla: 2 a 1

Thiago Heleno, de cabeça, e Felipe Gedoz, em bonita jogada, marcam para o Furacão. Rubro-Negro carioca perde muitas chances e desconta no fim com William Arão

27/04/2017

O JOGO

A primeira vitória do Atlético-PR em casa nesta Libertadores lavou a alma dos curitibanos. Contra o forte Flamengo de Guerrero, o Furacão se defendeu mais do que atacou e foi certeiro quando chegou à frente. Impecável na defesa, Thiago Heleno fez de cabeça no primeiro tempo. No fim, Felipe Gedoz marcou em bonita jogada do Furacão. Arão descontou nos acréscimos. Os paranaenses assumiram liderança do grupo 4, com sete pontos. O Flamengo, um ponto a menos, fica em segundo lugar e segue na zona de classificação. Os dois times podem passar de fase se vencerem na próxima rodada.

PANORAMA

Atlético-PR e Flamengo podem garantir a classificação antecipada na próxima rodada. O time paranaense enfrenta o San Lorenzo, às 21h45, na próxima quarta-feira, na Arena. O Rubro-Negro carioca recebe a Universidad Católica na mesma data e horário, no Maracanã.

PRIMEIRO TEMPO

A canhota de Nikão colocou fogo na Arena do Atlético-PR com apenas sete minutos de bola rolando. No lance, o atacante teve sorte na rebatida, fintou Vaz e chutou forte na trave. Parecia ali que o Furacão ia imprensar o Flamengo no campo de defesa. Mas não.Sem Diego e com desfalque de última hora de Everton, com dores no tornozelo, além de Donatti ainda em recuperação no banco, o Flamengo foi ganhando terreno com a linha dura de meio de campo. Em bloco, Trauco, Romulo, William Arão e Gabriel marcavam forte e saíam bem para o ataque.

Guerrero teve duas chances. Na primeira foi bem travado por Thiago Heleno. Na segunda, se livrou do marcador e e colocou rente à trave de Weverton para fora. O gol paranaense surgiu num lance que Zé Ivaldo desarmou o peruano e avançou. Outro peruano, Trauco, cometeu a falta. Na bola na área, Thiago Heleno testou, Muralha se colocou mal e não alcançou. O time do Flamengo reclamou de falta de Eduardo da Silva no goleiro carioca.

SEGUNDO TEMPO

Com a vantagem no placar, o Atlético sofreu no segundo tempo e a torcida do Flamengo, mais ainda. Foram pelo menos três chances claras. Duas com Leandro Damião, que entrou no meio do segundo tempo. Na primeira, ele cabeceou no travessão e Guerrero tentou colocar, mas Weverton defendeu. Na segunda bola, o reserva testou por cima do gol. No fim, Gabriel, livre, pegou mal na bola e chutou para fora.

E o Furacão não perdoou. Em bonita jogada de contra-ataque, Felipe Gedoz pegou forte, de primeira, e abriu 2 a 0 no placar. Desarticulado, o Flamengo acabou descontando com William Arão, em jogada de bola parada.