Carregando...

Publicidade

Alguns funcionários paralisaram as atividades nas lojas da rede nessa quinta-feira (27). (Foto: Reprodução)

INFORMAÇÃO FALSA: Rabelo desmente boatos de que estaria falindo.

28/04/2017

A rede cearense de lojas Rabelo enviou, na tarde de ontem (27), uma nota desmentindo a informação de que teria dado entrada no pedido de falência da empresa. O boato foi difundido nas redes sociais ao longo do dia e mostrava funcionários na porta de uma das lojas da rede.

"O fechamento das portas das lojas por poucos minutos, no dia de hoje, 27/4/2017, não decorre de qualquer reestruturação, planejamento ou de processo ou procedimento falimentar, mas tão somente de uma ação orquestrada por alguns dirigentes sindicais que, por infortúnio, instigados pela paralisação geral nacional agendada para o dia 28/4/2017, incitaram funcionários a praticarem lamentáveis atos ilícitos. O que já foi resolvido e TODAS as lojas já estão funcionando regulamente", informa o texto.

A nota enviada pela Rabelo ainda afirma que "todas as medidas jurídicas já estão sendo adotadas para responsabilização dos agentes causadores deste transtorno". "Contamos com o apoio de nossos clientes para nos mantermos cada vez mais firmes no mercado", finaliza o texto enviado pela empresa.

Manifestação

A motivação para o boato, ao que parece, deve-se à manifestação dos empregados da empresa reivindicando pagamento de honorários atrasados que ocorreu na manhã de ontem. Segundo o Sindicato dos Comerciários, houve uma manifestação motivada por alguns funcionários que estavam sem receber salários. No entanto, o grupo foi recebido pela direção da empresa e "o problema foi resolvido".

"A paralisação aconteceu só ontem. Os empregados conversaram com o senhor João Rabelo (proprietário da empresa) e disse que até amanhã todos estarão recebendo salário amanhã e todas as faltas foram abonadas", contou o presidente do Sindicato dos Comerciários, Francisco Gonçalves Monteiro.

Sem registros

A reportagem ainda buscou a Junta Comercial do Ceará (Jucec) e também o Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE), na tarde de ontem. Os dois órgãos informaram que não receberam nenhum ofício da Rabelo informando de qualquer procedimento de abertura do processo de falência na Jucec ou na Vara de Registros de Falências.