Carregando...

Publicidade

Vitor Bueno fez o gol do empate do Santos na Bolívia (Foto: Reprodução)

Com um a menos, Santos arranca empate heroico na altitude e se classifica na Libertadores

Fonte: ESPN
17/05/2017

A tarefa era dificílima, mas o Santos deu conta. Nesta quarta, os comandados de Dorival Júnior arrancaram um empate contra o The Strongest-BOL por 1 a 1 na altitude de La Paz, no estádio Hernando Siles, pela 5ª rodada do Grupo 2 da Libertadores.

Com Bruno Henrique expulso desde os 22 minutos do 1º tempo, o time brasileiro ainda saiu atrás no placar - Chumacero fez o gol dos madantes. Entretanto, Vitor Bueno empatou aos 23 da segunda etapa. Os brasileiros ainda contaram com um pênalti cobrado para fora pelo camisa 10 dos bolivianos.

Com o resultado, o Santos mantém a liderança do grupo com nove pontos e se classifica às oitavas de final da competição. O segundo colocado é o The Strongest, com oito, seguido pelo Santa Fe-COL, que tem sete. O Sporting Cristal-PER é o lanterna, com dois tentos, e já está eliminado.

Apesar da pontuação próxima, o time alvinegro já garantiu a vaga devido ao confronto direto entre The Strongest e Santa Fe na última rodada. Uma vitória do clube paulista na partida derradeira da fase de grupos consolida a primeira colocação da chave.

Santos supera expulsão e pênalti

Dorival apostou numa escalação diferente, com Copete na lateral esquerda e Vladimir Hernández de titular - Ricardo Oliveira, que sentiu um mal-estar, ficou no banco e chegou até a ir para o vestiário durante a partida.

O The Strongest começou pressionando e usando a altitude a seu favor. Chumacero arriscou de fora e deu trabalho a Vanderlei logo aos quatro minutos. No escanteio, os donos da casa até abriram o placar, mas o gol de Marteli foi anulado corretamente por impedimento.

O Santos respondeu, dois minutos depois. Lucas Lima lançou Bruno Henrique, que cruzou para Vladmir Hernández. O santista caiu dentro da área e pediu pênalti, mas o árbitro mandou seguir.

Aos 13, os mandantes perderam mais uma chance. Chumacero roubou a bola de Copete, driblou Cleber e serviu Alonso, que bateu de canela para fora.

A pressão do The Strongest já era incômoda para os brasileiros - e ficou pior aos 22. Bruno Henrique recebeu o segundo amarelo e foi expulso por uma solada em Chumacero - ele já havia sido punido por reclamar de pênalti em Vladimir Hernandez.

Aos 39 minutos, os bolivianos abriram o placar. Escobar cruzou rasteiro da esquerda, a bola atravessou toda a área e sobrou para Chumacero na direta. Com um corte, ele deixou Vanderlei e Cléber no chão, chutando na sequência para o fundo das redes. Um belo gol do "Messi das Montanhas".

O segundo tempo manteve a mesma tônica - The Strongest com a bola e o Santos se defendendo. Aos 10, Chumacero lançou Escobar, Lucas Veríssimo errou o tempo de bola e Vanderlei salvou a pátria.

O que parecia impossível aconteceu aos 23 miutos. Lucas Limas balançou e deixou o marcador Pérez na saudade. Pela direita, ele invadiu a área e tocou para Vitor Bueno, sem goleiro, finalizar e empatar.

Do empate em diante, a pressão da equipe aurinegra foi total. Aos 37, Pedrozo recebeu nas costas da defesa pela esquerda, driblou Vanderlei e foi derrubado: pênalti! Mas a sorte estava do lado do Santos - Escobar cobrou de cavadinha e isolou.

O Santos tem seu próximo compromisso já neste sábado, às 16h, quando recebe o Coritiba pelo Campeonato Brasileiro. Três dias depois, encerra sua participação na fase de grupos da Libertadores ao enfrentar o Sporting Cristal-PER, também em casa.

Na mesma terça-feira, o The Strongest viaja à Colômbia para duelar com o Santa Fe pela última rodada da chave.

FICHA TÉCNICA
THE STRONGEST 1 X 1 SANTOS


Local: Estádio Hernando Siles, em La Paz, na Bolívia
Data: 17 de maio de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Dario Herrera (ARG)
Assistentes: Diego Bonfá (ARG) e Ivan Nuñes (ARG)
Cartões amarelos: THE STRONGEST: Julio Pérez e Raúl Castro. SANTOS: Vanderlei, Bruno Henrique e Lucas Lima
Cartão vermelho: Bruno Henrique
GOLS:
THE STRONGEST:
Chumacero, aos 39 do 1T
SANTOS: Vitor Bueno, aos 23 do 2T

THE STRONGEST: Daniel Vaca; Diego Bejarano, Luis Maldonado, Fernando Marteli e Marvin Bejarano; Raúl Castro, Walter Veizaga e Jara; Chumacero, Escobar e Matías Alonso. Técnico: César Farías

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Cleber Reis e Copete; Leandro Donizete, Renato e Lucas Lima (Jean Mota); Vitor Bueno (Léo Cittadini), Vladimir Hernández (Kayke) e Bruno Henrique. Técnico: Dorival Júnior