Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução/G1)

Temer vê 'exageros' em manifestações e diz que Brasil não vai parar.

Em vídeo nas redes sociais, ele destacou que, mesmo com protestos, diversas medidas 'vitais' foram aprovadas. Nesta quarta, milhares de manifestantes pediram saída do presidente.

Fonte: G1
26/05/2017

O presidente Michel Temer divulgou nesta quinta-feira (25) um vídeo nas redes sociais no qual afirma que as manifestações, nas quais milhares de manifestantes pediram sua saída, "ocorreram com exageros".

No vídeo, o presidente ressalta que, mesmo diante dos protestos, o Congresso Nacional continuou trabalhando "em favor do Brasil" e aprovou diversas medidas que, segundo ele, reforçam o compromisso do governo em superar a crise.

"O Brasil não parou e não vai parar. Continuamos avançando e aprovamos matérias importantíssimas no Congresso Nacional. As manifestações ocorreram com exageros, mas deputados e senadores continuaram a trabalhar em favor do Brasil", afirmou Temer no vídeo.

Ele destacou a aprovação de sete medidas provisórias somente nesta semana. Nesta quarta, deputados da base aliada aprovaram as propostas sem a presença da oposição em plenário.



Governo Temer se apresenta como única possibilidade de levar adiante as reformas. (Vídeo: Reprodução/G1)

Os opositores de Temer haviam deixado as votações em protesto contra decreto assinado por Temer que autorizava a atuação das Forças Armadas para garantir a segurança no Distrito Federal. O decreto de Temer, considerado uma "medida extrema" pelo governo do Distrito Federal, foi revogado na manhã desta quinta.

E aprovaram número expressivo de medidas provisórias: sete, em uma semana. E a reforma trabalhista avançou no Senado. Expressão, portanto, do compromisso em superar a crise", disse o presidente.

No vídeo, Temer agradece o "empenho" da base aliada e dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), na aprovação dos textos. Os dois parlamentares são filiados a partidos aliados do governo federal.

"Meus amigos, o trabalho continua e vai continuar. Temos muito ainda a fazer e este é o caminho que meu governo pretende seguir: colocar o Brasil nos trilhos. Portanto, vamos ao trabalho", concluiu o presidente.



OAB apresenta pedido de impeachment do presidente Michel Temer. (Vídeo: Reprodução/G1)