Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução)

Em noite de André, Sport vira para cima de reservas e tira Grêmio da liderança

Centroavante faz três gols em jogo louco na Ilha do Retiro, decide em jogo com equipe alternativa dos gaúchos e dá primeira vitória ao Leão no Brasileirão. Tricolor luta, mas não mantém bom primeiro tempo

28/05/2017

CHUVA DE GOLS

Um velho ditado diz que centroavante não joga bem. Centroavante faz gol ou não faz gol. A noite deste domingo foi de André na Ilha do Retiro. O camisa 90 do Sport balançou as redes três vezes no time reserva do Grêmio e foi decisivo no 4 a 3, um jogo maluco que começou com os gaúchos abrindo até mesmo 2 a 0 no primeiro tempo. O Leão reagiu na etapa final e abriu vantagem, mesmo com Mena expulso. Em momento turbulento, ainda sem treinador após a saída de Ney Franco, um pouco de tranquilidade para os lados rubro-negros. O Tricolor optou por uma escalação diferente, só com jovens, pelo foco na Copa do Brasil.

COMO FICA

Com a sua primeira vitória, o Sport vai aos quatro pontos e fica na 12ª colocação. Já o Tricolor segue com seis, na terceira posição, após perder a liderança para o Corinthians.

O Leão volta a jogar no domingo, às 11h, contra o Avaí, na Ressacada. Já o Grêmio enfrenta o Vasco, na Arena, às 16h do mesmo dia.

BORDERÔ

Público na Ilha: 3.441 torcedores.
Renda: R$ 74.684,00

PRIMEIRO TEMPO

O Grêmio, com uma equipe extremamente descaracterizada, surpreendeu o Sport. Mudou esquema e saiu ganhando por 2 a 0, com gols de Fernandinho e Rafael Thyere, e dominava a partida. Intensidade, reação e muita competição dos jovens jogadores gremistas - alguns, fazendo sua primeira partida com a camisa do clube gaúcho, caso do meio-campista Conrado. O Sport reagiu na parte final, gol de André, até chegou a pressionar, mas, naquela amostragem, não parecia ter forças para conseguir a virada. Ledo engano.

SEGUNDO TEMPO

Após o vestiário, o que se viu foi praticamente o jogo apenas do Sport. Pressão dos donos da casa, muitos cruzamentos e um rival sem conseguir trocar passes e chegar ao ataque. Depois da virada, com André e Matheus Ferraz, Renato passou a lançar o time mais para frente e equilibrou o jogo, especialmente após expulsão de Mena. Pepê, jovem estreante, perdeu dividida com André no último gol do centroavante constrangedora. Mas depos sofreu pênalti convertido por Fernandinho.

NOITE DE ANDRÉ

Ninguém tira a importância do centroavante para a vitória do Sport. Saíram dos pés dele três dos quatro gols marcados na Ilha do Retiro. Ele foi o primeiro a marcar três vezes em uma mesma partida nesta edição do Brasileirão. E "lavou a alma" depois da perda do título da Copa do Nordeste para o Bahia, no meio da semana.

ÂNIMOS EXALTADOS

Ao final do primeiro tempo, após uma tentativa de Rogério, chamou atenção uma discussão forte entre o atacante e o volante Rithely. A torcida gritou o nome do camisa 21, mostrando apoio. Rogério não voltou do vestiário, substituído por Lenis. André contemporizou e afirmou que amigos discutem, mas saem abraçados após a vitória.

INÍCIO PROMISSOR

Apesar da equipe totalmente reserva, com alguns garotos do time de transição, que disputa a segunda divisão do Gauchão, o começo da partida foi muito bom. Em quatro minutos, saiu na frente e antes dos 20 minutos já tinha vantagem de 2 a 0, gols de Fernandinho, em contra-ataque, e Rafael Thyere. Porém, no segundo tempo, sucumbiu na proposta de só reagir e talvez na falta de atividade.