Carregando...

Publicidade

José Pimentel (PT-CE) ponderou que há risco de as medidas sofrerem contestação no STF. (Foto: José Leomar)

Aprovada urgência para votar Reforma.

05/07/2017

Brasília. O plenário do Senado aprovou, no início da noite de ontem, o requerimento de urgência para o projeto de lei que trata da Reforma Trabalhista. O pedido teve 46 votos favoráveis e 19 contrários. Com isso, o projeto entra na pauta de votação da próxima terça-feira (11).

Mais cedo, os líderes partidários fecharam acordo de procedimento para que o texto da reforma seja discutido nas sessões de hoje (5) e amanhã (6). Com o requerimento de urgência, o projeto ganha prioridade na pauta de votações da Casa.

O senador José Pimentel (PT-CE) criticou a urgência na votação da Reforma Trabalhista e sustentou que a proposta apresenta inconstitucionalidades.

"Nós vamos aguardar a tramitação no Senado, em seguida, o que vai ser sancionado e a partir disso poderemos entrar com uma ação no STF", disse.