Carregando...


Mais Noticias

Abril tem o maior número de homicídios no CE desde 2015.


Foram registrados 377 assassinatos no Estado, no mês passado. Somente em Fortaleza, foram 140 ocorrências.

Quatro primeiros meses de 2017 têm queda de 53% no número de mortos nas rodovias federais do CE.


O número de acidentes graves caiu 39% e o de feridos também foi de 781, em 2016, para 636 neste ano.

Polícia prende dupla acusada de tráfico de drogas em Juazeiro do Norte.


Juazeiro do Norte. Durante o final de semana, a Polícia Militar intensificou as saturações nos bairros Timbaúbas e Limoeiro, neste município, resultando na desarticulação de pontos de venda de drogas e condução de suspeitos para a delegacia. No sábado, 06, um homem identificado como Josevan Soares Tavares, 35 anos foi abordado enquanto trafegava em uma motoneta traxx, de cor vermelha, no bairro Timbaúbas. Com ele, a equipe policial localizou 150 gramas de maconha, 24 gramas de crack, um aparelho celular e dinheiro.

No final da noite, uma composição militar realizou uma abordagem a um bar localizado na rua 22 de julho, no bairro Limoeiro. No local, os policiais localizaram 84 gramas de cocaína e uma quantia em dinheiro. A proprietária do estabelecimento, Raquel, da Silva, Morais, 29 anos, foi apresentada da delegacia de Polícia Civil para adoção dos procedimentos legais.


PRF apreende cerca de 4 toneladas de maconha em caminhão-tanque.


De acordo com a PRF, o montante da droga é avaliado em R$ 4 milhões.

'OPERAÇÃO VALENTINA': Bando fez saques no exterior e furtou até R$ 40 mil em um dia.


O principal alvo da operação já havia cometido fraudes. Em 2008 ele invadiu a conta da Xuxa.

Fortaleza e RMF registram 12 homicídios em menos de 12 horas.


Os casos foram registrados em diferentes bairros da cidade e todos envolveram uso de arma de fogo.

Equipe da Draco muda após divergências na SSPDS.


Delegados, escrivães e inspetores da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) deixarão a Especializada na próxima segunda-feira (8). Apesar do avanço do crime organizado sobre o Estado, as principais causas das substituições seriam divergências entre células da Polícia Civil e vinculadas da Secretaria de Segurança Pública e defesa Social (SSPDS).

Uma fonte da SSPDS e outra da Polícia Civil, que preferiram não se identificar, contaram à reportagem que houve uma reunião entre a cúpula da Pasta e a Especializada, recentemente. Na oportunidade servidores da Draco teriam reclamado que estavam encontrando resistências da Coordenadoria de Inteligência (Coin) em cooperar com suas investigações.

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas também estaria com a relação estremecida com outras Especializadas, que se sentiam com o espaço invadido por operações da Draco. Inevitavelmente, ao investigar o crime organizado, a Draco se deparava com o tráfico de drogas, mas o fechamento de laboratórios de entorpecentes, segundo a fonte da SSPDS, teria sido visto como uma intromissão por alguns policiais.

A reportagem apurou que o titular da Draco, até a última sexta-feira (5), Osmar Berto, irá assumir uma Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), assim como a delegada Monique Teixeira, que também fazia parte dos quadros da Especializada. A lotação do delegado Adriano Félix, que atuava na Draco e está de saída não foi divulgada. Osmar foi procurado para comentar as mudanças, mas não quis se pronunciar sobre o assunto. A Secretaria da Segurança Pública disse, em nota, que "o remanejamento de servidores nas delegacias e departamentos da Polícia Civil do Estado do Ceará faz parte de ato administrativo da administração pública. Os nomes serão anunciados oficialmente em momento oportuno".

A Draco foi criada oficialmente em setembro do ano passado e começou a funcionar no mês seguinte. Em seis meses combatendo o crime organizando no Ceará, com o delegado Osmar Berto à frente, realizou apreensões de armamento de grosso calibre e drogas e efetuou prisões de criminosos que ocupam posições relevantes dentro das facções.

Somente em dezembro de 2016, a Especializada apreendeu uma metralhadora Lehky Kulomet ZB, calibre Ponto 30, encontrada pela primeira vez no Estado, no bairro Passaré; uma submetralhadora 9 mm e uma submetralhadora Ponto 40, que estavam escondidas em telhados de casas da Comunidade do 'Gueto', na Barra do Ceará; e outra submetralhadora 9 mm, que estava na posse de negociadores do crime organizado, no bairro Tancredo Neves.

Nove pessoas foram presas, ao total, nas três ações. Entre elas está Alexsandra Matias Batista, 21, a 'Gabi', que seria companheira do homem conhecido como 'My Name'. O acusado comandava uma associação criminosa de dentro de um presídio do Complexo Penitenciário de Itaitinga II.

O grupo tinha ligações com a facção criminosa Comando Vermelho (CV) e importava armas do Estado do Rio de Janeiro. Outra operação da Draco aconteceu no último dia 20 de março, quando o membro do Comando Vermelho, Luís Cléber Pereira da Silva Filho, conhecido como 'Clebinho Caucaia', foi preso com 133Kg de maconha.


Operação prende doze pessoas em Sobral.


A operação da SSPDS em conjunto com as Polícias Civil e Militar começou na tarde desta quarta-feira (03) e foi concluída nesta quinta-feira (04).

Justiça de MG decreta apreensão judicial de bens de Eike Batista.


De acordo com a juíza Soraya Brasileiro Teixeira, a decisão é para quitar uma dívida de R$ 790 milhões da MMX Sudeste, criada pelo empresário. A defesa de Eike informou que está analisando o caso.

Agentes penitenciários e Polícia Militar evitam rebelião na cadeia pública de Quixadá.


Cerca de 20 detentos da cadeia pública de Quixadá foram contidos na noite deste domingo (30) após darem início a uma rebelião. Os presidiários passaram a brigar entre eles provocando uma confusão, mas a equipe de agentes penitenciários, com o apoio de policiais militares agiu rapidamente controlando a situação, havia informado a direção da unidade penitenciária do Estado.

Segundo uma fonte da Polícia a briga era apenas um pretexto para iniciarem uma rebelião na cadeia onde estão recolhidos aproximadamente 300 detentos. Com a briga eles pretendiam incitar os outros presos a participarem, provocando uma confusão generalizada e facilitar uma fuga em massa, provavelmente a mando de algum membro de uma facção criminosa que se encontra preso na cadeia de Quixadá.

A reportagem do Diário do Nordeste tentou manter contato telefônico com o diretor da unidade penitenciária de Quixadá e com a Secretaria de Justiça do Estado (Sejus), todavia, até a publicação desta edição as ligações não haviam sido atendidas.

Na noite anterior, do sábado (29), pelo menos 44 detentos, membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) fugiram da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor João Jucá Neto (CPPL) em Itaitinga.



Publicidade