Carregando...


Mais Noticias

Equipe da Draco muda após divergências na SSPDS.


Delegados, escrivães e inspetores da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) deixarão a Especializada na próxima segunda-feira (8). Apesar do avanço do crime organizado sobre o Estado, as principais causas das substituições seriam divergências entre células da Polícia Civil e vinculadas da Secretaria de Segurança Pública e defesa Social (SSPDS).

Uma fonte da SSPDS e outra da Polícia Civil, que preferiram não se identificar, contaram à reportagem que houve uma reunião entre a cúpula da Pasta e a Especializada, recentemente. Na oportunidade servidores da Draco teriam reclamado que estavam encontrando resistências da Coordenadoria de Inteligência (Coin) em cooperar com suas investigações.

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas também estaria com a relação estremecida com outras Especializadas, que se sentiam com o espaço invadido por operações da Draco. Inevitavelmente, ao investigar o crime organizado, a Draco se deparava com o tráfico de drogas, mas o fechamento de laboratórios de entorpecentes, segundo a fonte da SSPDS, teria sido visto como uma intromissão por alguns policiais.

A reportagem apurou que o titular da Draco, até a última sexta-feira (5), Osmar Berto, irá assumir uma Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), assim como a delegada Monique Teixeira, que também fazia parte dos quadros da Especializada. A lotação do delegado Adriano Félix, que atuava na Draco e está de saída não foi divulgada. Osmar foi procurado para comentar as mudanças, mas não quis se pronunciar sobre o assunto. A Secretaria da Segurança Pública disse, em nota, que "o remanejamento de servidores nas delegacias e departamentos da Polícia Civil do Estado do Ceará faz parte de ato administrativo da administração pública. Os nomes serão anunciados oficialmente em momento oportuno".

A Draco foi criada oficialmente em setembro do ano passado e começou a funcionar no mês seguinte. Em seis meses combatendo o crime organizando no Ceará, com o delegado Osmar Berto à frente, realizou apreensões de armamento de grosso calibre e drogas e efetuou prisões de criminosos que ocupam posições relevantes dentro das facções.

Somente em dezembro de 2016, a Especializada apreendeu uma metralhadora Lehky Kulomet ZB, calibre Ponto 30, encontrada pela primeira vez no Estado, no bairro Passaré; uma submetralhadora 9 mm e uma submetralhadora Ponto 40, que estavam escondidas em telhados de casas da Comunidade do 'Gueto', na Barra do Ceará; e outra submetralhadora 9 mm, que estava na posse de negociadores do crime organizado, no bairro Tancredo Neves.

Nove pessoas foram presas, ao total, nas três ações. Entre elas está Alexsandra Matias Batista, 21, a 'Gabi', que seria companheira do homem conhecido como 'My Name'. O acusado comandava uma associação criminosa de dentro de um presídio do Complexo Penitenciário de Itaitinga II.

O grupo tinha ligações com a facção criminosa Comando Vermelho (CV) e importava armas do Estado do Rio de Janeiro. Outra operação da Draco aconteceu no último dia 20 de março, quando o membro do Comando Vermelho, Luís Cléber Pereira da Silva Filho, conhecido como 'Clebinho Caucaia', foi preso com 133Kg de maconha.


Operação prende doze pessoas em Sobral.


A operação da SSPDS em conjunto com as Polícias Civil e Militar começou na tarde desta quarta-feira (03) e foi concluída nesta quinta-feira (04).

Justiça de MG decreta apreensão judicial de bens de Eike Batista.


De acordo com a juíza Soraya Brasileiro Teixeira, a decisão é para quitar uma dívida de R$ 790 milhões da MMX Sudeste, criada pelo empresário. A defesa de Eike informou que está analisando o caso.

Agentes penitenciários e Polícia Militar evitam rebelião na cadeia pública de Quixadá.


Cerca de 20 detentos da cadeia pública de Quixadá foram contidos na noite deste domingo (30) após darem início a uma rebelião. Os presidiários passaram a brigar entre eles provocando uma confusão, mas a equipe de agentes penitenciários, com o apoio de policiais militares agiu rapidamente controlando a situação, havia informado a direção da unidade penitenciária do Estado.

Segundo uma fonte da Polícia a briga era apenas um pretexto para iniciarem uma rebelião na cadeia onde estão recolhidos aproximadamente 300 detentos. Com a briga eles pretendiam incitar os outros presos a participarem, provocando uma confusão generalizada e facilitar uma fuga em massa, provavelmente a mando de algum membro de uma facção criminosa que se encontra preso na cadeia de Quixadá.

A reportagem do Diário do Nordeste tentou manter contato telefônico com o diretor da unidade penitenciária de Quixadá e com a Secretaria de Justiça do Estado (Sejus), todavia, até a publicação desta edição as ligações não haviam sido atendidas.

Na noite anterior, do sábado (29), pelo menos 44 detentos, membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) fugiram da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor João Jucá Neto (CPPL) em Itaitinga.


44 integrantes do PCC fogem de penitenciária.


De acordo com a Secretaria de Justiça, 13 foram recapturados, mas 31 detentos seguem foragidos.

Foragido é morto em confronto com a PM em Itapajé.


Um foragido da Cadeia Pública de Itapajé morreu durante um confronto armado com patrulhas do Batalhão de Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e com o Destacamento local da Polícia Militar, na manhã dessa sexta-feira (28). De acordo com um policial militar que não quis se identificar, a PM recebeu denúncias do local em que Francisco Wilker Alves Mendes, 26, o 'Zequinha', poderia estar escondido e se deslocou até o local, no bairro Bela Vista.

Ao chegarem à residência, os policiais militares foram surpreendidos com o revide do foragido da Justiça, que atirou contra as composições, segundo o PM. Na troca de tiros, Francisco Wilker foi alvejado e não resistiu aos ferimentos.

Com 'Zequinha', a Polícia apreendeu um revólver calibre 38. Nenhum policial foi ferido no tiroteio. 'Zequinha' tinha uma extensa ficha criminal, com passagens pela Polícia por quatro homicídios, três vezes por tráfico de drogas e também por associação criminosa.

Segundo o policial entrevistado pela reportagem, o homem era conhecido por ser um dos maiores traficantes da região de Itapajé e havia fugido da Cadeia Pública Municipal. O militar não soube informar se 'Zequinha' estava sozinho no momento do confronto com a PM.

Líder

Francisco Wilker havia sido preso em outubro de 2014 por policiais da então Área Integrada de Segurança (AIS) 17. À época, com 23 anos, ele foi apontado como chefe de uma das principais gangues da região. Dias após sua prisão, o líder do bando oposto também foi detido.


Trio é preso por esquema de fraude na distribuição de água no Ceará.


Três pessoas foram presas em flagrante, no km 366 da BR-020, por fraudes ao programa “Operação Pipa”, que distribui água em cidades afetadas pela seca.

Foram apreendidos equipamentos que fraudavam a marcação da quilometragem dos carros-pipa. A prisão dos suspeitos foi realizada pela Unidade Operacional Canindé, em patrulhamento de rotina.

Em nota, a PRF informou que a equipe visualizou o veículo L200 de placas NQY-1059 e, ao sinalizar a intenção de abordá-lo, os homens que estavam dentro do carro jogaram uma bolsa no matagal às margens da rodovia.

“A equipe efetuou a abordagem e localizou a bolsa. Em seu interior estavam cinco rastreadores pertencentes a carros-pipa, que deveriam estar na rota para entrega de água”, informa a nota.

Os dois homens que estavam dentro do carro confessaram que estavam percorrendo a rota como parte do esquema. O proprietário do veículo compareceu ao local da ocorrência e assumiu que conhecia o esquema de fraude. Os três envolvidos foram presos.


ACUSADOS DE CORRUPÇÃO: TJ acata denúncia contra promotor e advogado.


Joathan de Castro e José Raimundo Menezes são acusados de advocacia administrativa, tráfico de influência e corrupção.

PF usará drones para investigação.


Três drones que a Polícia Federal (PF) no Ceará recebeu, ontem, de doação da Receita Federal irão se somar a mais dois equipamentos que o órgão havia solicitado e recebido do Governo Federal, por licitação, para reforçar o trabalho de inteligência no combate ao crime organizado em geral. Além das aeronaves não-tripuladas, a Receita cedeu 10 celulares iPhones, dois notebooks (Macbook), cinco câmeras digitais (sendo duas Go Pro) e HD externos, para os trabalhos diários da PF. Os aparelhos eletrônicos foram repassados em cerimônia realizada na sede da Receita em Fortaleza, no bairro Aldeota.

O superintendente da Polícia Federal no Ceará, Delano Cerqueira Bunn, destacou a inovação que o drone representará nas investigações do órgão. "Um drone como esse consegue atingir um raio de 1km. Pode ser operado por instrumento, inclusive à noite, de maneira silenciosa e discreta. Pode ser utilizado nas investigações de combate à corrupção, tráfico de drogas, assaltos a banco, crimes ambientais e outras demandas que a Polícia Federal tem", afirma o superintendente da PF.

De acordo com o superintendente da Receita Federal do Brasil na 3ª Região Fiscal, auditor-fiscal João Batista Barros, todos os produtos cedidos a pedido da PF são provenientes de apreensões realizadas pelo órgão, em ocorrências diferentes.

Preparo

Desde que recebeu os primeiros drones, a Polícia Federal está realizando cursos para preparar os agentes para operarem a aeronave não tripulada. "Aqui no Ceará, vai começar a ser utilizado agora. Estamos montando um curso de operador de drone policial para fornecer a devida habilitação aos policiais. Alguns já possuem essa habilidade, já participaram de treinamentos", disse o superintendente Delano Bunn.

O chefe da Delegacia de Combate ao Crime Organizado, Wellington Santiago, acredita que a incorporação dos equipamentos eletrônicos irá intensificar o ritmo de investigações da PF. "O uso da tecnologia vai implementar mais ainda os levantamentos que estão sendo realizados por nossas equipes, principalmente em operações de combate ao crime organizado e de combate à corrupção".

O delegado Janderlyer Gomes, da Delegacia de Combate à Corrupção da PF, disse que o uso dos drones em operações contra o desvio de recursos públicos e outros crimes financeiros será frequente. "São equipamentos que podem ser usados para serviço de inteligência, filmagens e levantamentos discretos".


OPERAÇÃO CARRO-PIPA: Homem é detido suspeito de fraude.


Um homem de 38 anos foi preso, na manhã de ontem, após ser flagrado utilizando de forma ilegal um equipamento da 'Operação Carro-Pipa'. A fraude foi descoberta em uma abordagem de rotina da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no Km-383 da BR-116, em Icó.

Segundo os policiais, o suspeito estava trafegando em um veículo particular com um GPS, usado para monitorar o deslocamento dos carros-pipa, com o objetivo de computar uma falsa quilometragem. "O motorista e todo o material apreendido foram encaminhados à Delegacia Regional de Icó", informou a PRF.

Conforme a Polícia, o suspeito alegou que estava trafegando com o GPS porque o caminhão que ele dirige, e que é cadastrado na Operação Carro-Pipa, está atualmente em manutenção.

O flagrante aconteceu às 11h48 de ontem, quando a PRF abordou um veículo Fiat Palio, de cor prata, placas com inscrição do Ceará, durante fiscalização em frente à Unidade Operacional de Icó. Ao realizarem uma vistoria no interior do veículo, os agentes encontraram o aparelho ligado e, em funcionamento, no porta-malas do automóvel.

Também no interior do veículo, embaixo do tapete, foi encontrada uma pasta com os documentos de um veículo Mercedes-Benz, além de documentos do 23º Batalhão de Caçadores (BC) do Exército Brasileiro, referentes à operação.

Conforme a PRF, esta não é a primeira vez que a Instituição flagra fraudes contra o programa federal. No dia 17 de fevereiro deste ano, no Distrito de Santa Cruz do Banabuiú, em Pedra Branca, os policiais interceptaram dois homens, que estavam em posse de três aparelhos de GPS, que deveriam estar instalados em caminhões-pipa, integrantes da operação.



Publicidade