Carregando...

Publicidade

De acordo com Marcelo Chamusca, o meia-atacante Andrigo está desgastado e pode ficar fora do Clássico-Rei de domingo, e na sua ausência, o técnico tem três opções para o ataque: Luidy, Roberto ou até Wescley, adiantado. (Foto: JL Rosa)

Ceará: Tudo em segredo.

Para o Clássico-Rei, Chamusca não crava time que vem jogando na Copa do Brasil e pode mudar por desgaste.

02/03/2018

O técnico do Ceará, Marcelo Chamusca, consolidou uma formação titular nos dois jogos decisivos da Copa do Brasil, na vitória diante do Londrina por 2 a 1 pela 2ª Fase, e no empate em 0 a 0 contra o Atlético/PR no jogo de ida da fase seguinte.

Assim, seria natural manter a formação que deu certo para o Clássico-Rei contra o Fortaleza, no domingo, às 19 horas no Castelão, com Juninho de segundo volante e Wescley de armador, nos lugares de Pedro Ken e Ricardinho. Nos dois jogos citados, a formação inicial do Vovô foi: Éverson; Pio, Luiz Otávio, Valdo e Rafael Carioca; Richardson, Juninho e Wescley; Andrigo, Felipe Azevedo e Élton.

Mas ao fim da partida diante do Atlético/PR, o técnico Marcelo Chamusca não cravou se a formação da equipe para o clássico será a dos dois jogos anteriores pela Copa do Brasil, citando inclusive, problemas de desgaste para montar o time. O grupo que esteve em Curitiba chegou apenas ontem ao meio dia, com os titulares sendo poupados do treino em Porangabuçu.

“É muito cedo para definir pois estou com vários problemas. Teremos que analisar a questão da fadiga dos jogadores, o desgaste. O Andrigo saiu sentindo. Vamos recuperar os jogadores e analisar a situação deles para definir a equipe que joga o clássico no domingo. Vamos também avaliar a parte tática para tomar a melhor decisão lá para sábado. Sabemos da importância do clássico”, disse.

Opções

Caso Andrigo não possa atuar, as opções para a função dele, jogando adiantado pelo lado do campo são Roberto e Luidy. O primeiro vem jogando melhor no time ‘alternativo’ e marcando gols, enquanto Luidy foi utilizado na quarta-feira contra o Atlético/PR exatamente no lugar de Andrigo. Outra opção, a menos provável, é deslocar Wescley para o setor e escalar Ricardinho centralizado no meio.

Ricardinho, que entrou no 2º tempo do jogo em Curitiba, afirmou se sentir bem e se coloca a disposição para o Clássico-Rei.

“Eu estou me sentindo bem para jogar, recuperado. O Clássico-Rei é um jogo diferente, pela rivalidade em jogo, além de ser uma estreia na 2ª Fase. Temos que começar bem esta fase”.

Independente de quem atue, Chamusca afirmou confiar em seu grupo como um todo.

“A exibição foi boa. Está mostrando que a equipe está evoluindo, que os jogadores estão assimilando o modelo de jogo. Nessa alternância de jogadores, todos tem entrado e mostrado qualidade, capacidade. Estamos com um grupo muito forte”.



Total de acessos: 237926

Visitantes online: 5