Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Campeonato Cearense: Ceará e Fortaleza mais nivelados para o 2º Clássico-Rei.

Ceará e Fortaleza fazem 2º clássico do ano no início do hexagonal com equipes mais acertadas que no primeiro duelo.

03/03/2018

Há um mês, Ceará e Fortaleza duelaram pela 6ª rodada da 1ª Fase do Campeonato Cearense, com as equipes ainda em formação, com um número reduzido de partidas na temporada: o Vovô sete e o Leão cinco. Para o segundo embate, neste domingo, às 19 horas, no Castelão, válido pela 2ª rodada da 2ª Fase, alvinegros e tricolores chegam mais prontos, com mais jogos na bagagem e com aproveitamento de pontos melhor.

Após vencer o primeiro Clássico-Rei por 2 a 0, o Ceará entrou em campo mais sete vezes, aumentando seu aproveitamento de pontos para 76% e vencendo 5 de 7 partidas, entre elas duas passagens de fase na Copa do Brasil. Já o Leão, mesmo sendo derrotado, se recuperou com a liderança da 1ª Fase e vem de 4 vitórias seguidas no Estadual.

Além da melhor forma física e técnica dos rivais, o segundo Clássico-Rei do ano tem mais elementos em jogo. Primeiro, por ser um jogo válido pela 2ª Fase, com apenas cinco partidas, o duelo tem um caráter mais decisivo. O Leão já estreou no hexagonal vencendo o Iguatu, enquanto o Vovô fará sua estreia neste domingo. Segundo, existe a polêmica em torno da arbitragem, com o Fortaleza alegando ter sido prejudicado no clássico anterior, solicitar e bancar árbitro de fora, que será o baiano Jaílson Macêdo Freitas sendo o escolhido após sorteio.

Terceiro, é a importância para cada clube uma vitória neste domingo. Para o Ceará, significa voltar a vencer o rival e confirmar o bom momento. Enquanto para o Leão, uma vitória serve como 'revanche' para derrota no primeiro clássico, mudando o cenário anímico do campeonato.

Formações

As duas equipes devem atuar com um modelo semelhante a do primeiro clássico.

No Ceará, Chamusca manterá a estrutura tática que encaixou, apenas com Juninho e Wescley como novidades em comparação ao último clássico.

"Clássico é especial e todo mundo quer jogar. Estamos bem preparados. Estamos em plena evolução na temporada e queremos confirmar com um grande jogo e um grande resultado", declarou o volante Richardson".

No Tricolor, o técnico Rogério Ceni mesmo tendo testado a equipe com três zagueiros, deve retornar ao esquema com duas linhas de quatro.

"Passado um mês do último clássico, nosso time está mais reforçado, com o Alan Mineiro ganhando mais condição de jogo e também com a chegada do Osvaldo, que está se encaixando no grupo. Esse clássico vai ser diferente do primeiro", disse o lateral-direito Tinga.



Total de acessos: 235147

Visitantes online: 19