Carregando...

Publicidade

O goleiro do Iguatu Gleibson foi um dos grandes destaques da partida. (Foto: JL Rosa)

Campeonato Cearense: Empate eletrizante entre Ceará e Iguatu.

Ceará e Iguatu fizeram um jogaço no Castelão e empataram por 3 a 3, com dois gols nos minutos finais.

14/03/2018

Ceará e Iguatu fizeram um jogo de muitos gols pela 4ª rodada da 2ª Fase do Campeonato Cearense, empatando em 3 a 3 ontem no Castelão. O duelo foi emocionante até os minutos finais, com um o Vovô virando o jogo aos 45 da etapa final, e o Azulão empatando aos 49.

Com o resultado, o Alvinegro se mantém na vice-liderança com 5 pontos, mas ainda não se classificou matematicamente às semifinais. Já o Iguatu, é o último do hexagonal, mas ao somar o segundo ponto, se mantém com chances de classificação.

Priorizando o duelo decisivo de amanhã pela 3ª Fase da Copa do Brasil contra o Atlético/PR no Castelão, às 21h45, o Ceará atuou mais uma vez com um time reserva. Com três atacantes - Roberto, Luidy e Rafinha - mas nenhum com 'faro' de gol (Arthur não começou jogando), o Vovô perdeu muito do seu poder ofensivo, evidenciado pela fraca produção no 1º tempo.

Para piorar, a defesa também cometeu falhas, com o Ceará sofrendo um gol logo aos 5 minutos do 1º tempo, com Otacílio Marcos tocando na saída de Fernando Henrique após um 'clarão' na defesa: 1 a 0.

Sem força ofensiva, as primeiras chances do Ceará surgiram apenas em chutes de fora da área, com Rafinha e Leandro Canhoto, mas em ambas o goleiro Gleibson fez boas defesas.

Foi quando aos 28 minutos, o Alvinegro empatou o jogo em cobrança de escanteio: Luidy cobrou e Rafael Pereira tocou de cabeça para Leandro Silva completar para o gol: 1 a 1.

O Ceará manteve o controle do jogo, mas errava demais na defesa e foi em uma falha assim que o Iguatu voltou a ficar na frente, aos 38 minutos. Otacílio Marcos em jogada individual, fugiu da marcação e bateu no canto de Fernando Henrique para fazer o segundo: 2 a 1.


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Movimentado

Para o 2º tempo, o técnico do Ceará, Marcelo Chamusca, lançou Arthur no jogo - tirou Rafinha - para ganhar presença de área e poder de finalização.

Mas a estratégia do treinador alvinegro caiu por terra logo com 9 minutos: Arthur se 'estranhou' com dois adversários, empurrou Caio Acaraú e foi expulso. O volante do Iguatu também foi expulso ao chutar a bola no atacante do Ceará.



Com mais espaços após as expulsões, o jogo ficou mais aberto e emocionante. Mesmo sem uma referência após a expulsão de Arthur, o Ceará melhorou ofensivamente e empatou a partida aos 22 minutos, em ótima finalização de Roberto. O atacante recebeu passe preciso de Leandro Canhoto e bateu no canto de Gleibson: 2 a 2.

Como o empate não era bom para nenhum dos dois - o Vovô queria a classificação antecipada e o Azulão entrar no G4 - os dois técnicos lançaram suas equipes ao ataque.

O Iguatu poderia ter voltado a ficar na frente, mais uma vez com Otacílio Marcos, mas o zagueiro Rafael Pereira tirou espetacularmente de cabeça antes da bola entrar.

A partir daí só deu Ceará. E o goleiro Gleibson, do Iguatu, evitando a virada com defesas espetaculares. Foi quando aos 45 minutos, o Vovô chegou ao terceiro gol, em chute forte do zagueiro Patrick.

A vitória levava o Ceará à liderança da 2ª Fase, mas o valente Iguatu chegou ao empate, aos 49 do 2º tempo, em cabeçada de Albano, se antecipando a Fernando Henrique: 3 a 3, dando números finais ao 'jogaço'.


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)


Total de acessos: 145410

Visitantes online: 23