Carregando...

Publicidade

Prefeito Arnon Bezerra no dia de sua posse. (Foto: André Costa)

Prefeitura nega que Arnon Bezerra tenha pedido reajuste de 32%.

15/03/2018

Juazeiro do Norte. O prefeito Arnon Bezerra solicitou à Justiça o aumento de seu subsídio de R$ 25 mil para R$ 33 mil. Ou seja, um aumento de 32%. O valor pedido é superior ao recebido pelo presidente da República, Michel Temer, vice-presidente da República e ministros de Estado, cujos subsídios não chegam a R$ 31.000,00. O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através do promotor de Justiça Igor Pinheiro, manifestou-se contra o pedido nessa terça-feira (13). A Prefeitura do município, no entanto, diz que não houve nenhuma solicitação por parte do chefe do executivo de Juazeiro para reajuste referente ao cargo que ocupa.

Na solicitação, o Chefe do Executivo também pede a liberação para aumentar a remuneração dos secretários municipais e do vice-prefeito. O vice-prefeito, que recebe R$ 16 mil, passaria a receber R$ 21 mil. Aumento de 31,25%. Já os secretário ganhariam R$ 12.100, enquanto o valor atual é de R$ 8.500, que representa um acréscimo de 42,35%.

Na ação, também houve manifestação contra o aumento formulado pelo presidente da Câmara de Juazeiro do Norte, para que o subsídio dos vereadores aumentasse em 26,45%, chegando aos R$ 12.661,12. Agora, o pedido vai ser analisado pela 1ª Vara Cível de Juazeiro, sob a responsabilidade do juiz Renato Belo.

Para o promotor de Justiça, o pedido é “um verdadeiro acinte aos contribuintes, pois importa, além de um aumento real de 32% na remuneração do chefe do Executivo, benefício direto para a sua família, que possui cargos loteados nas secretarias municipais de Juazeiro do Norte, fato também objeto de apuração pelo Ministério Público em Juazeiro do Norte”, declarou o representante do MPCE.

Igor Pinheiro ressalta que, para se ter uma ideia da exorbitância do valor do subsídio pretendido pelo prefeito, o Ministério Público realizou um estudo comparativo e chegou à conclusão de que ele é mais alto do que o valor recebido por 14 governadores de estados, inclusive do Ceará, Camilo Santana, que recebe cerca de R$ 17 mil.

Prefeitura diz que não houve solicitação de Arnon para o cargo que ocupa

Em nota, a Prefeitura de Juazeiro do Norte esclareceu que em nenhum momento houve solicitação por parte do Prefeito Arnon Bezerra para o aumento salarial referente ao cargo que ocupa e que ele fez restrições ao valor previsto para a sua função e não aceitou o aumento. O documento diz ainda que o reajuste dado ao Executivo e ao Legislativo acontece a cada quatro anos e que, há cinco, isso não ocorre.

No entanto, afirma que foi apresentada a proposta de aumento ao prefeito Arnon Bezerra, ainda não empossado, e ele entendeu necessário o acréscimo nos salários dos secretários “pelo porte de uma cidade como Juazeiro do Norte, com tempo de dedicação exclusiva e de relevante responsabilidade, o gestor de pastas específicas pudesse receber acima do que vinha sendo pago, incluindo também os vereadores”, diz a nota.

“Importante destacar que a aprovação da lei para concessão dos subsídios pela Câmara Municipal, ocorreu em 27 de outubro de 2016. E a ação movida pelo Ministério Público, de nº 67.895-32.2016.8.06.0112, foi protocolada no dia 28 de novembro de 2016, junto à 1a vara criminal, ou seja, anterior a posse do atual Prefeito”, acrescenta.



Total de acessos: 235067

Visitantes online: 7