Carregando...

Publicidade

A Petrobras informou que despesas extraordinárias foram a causa do prejuízo no ano passado. (Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Menor em 4 Anos: Petrobras registra prejuízo de R$ 446 milhões em 2017.

16/03/2018

Brasília. A Petrobras registrou prejuízo de R$ 446 milhões em 2017. Apesar do resultado negativo, esse foi o menor prejuízo dos últimos quatro anos, informou, ontem (15), a companhia.

"O resultado é bastante positivo. Estamos muito satisfeitos. Somos uma empresa previsível, que está dando mais condição de previsão dos resultados", disse o presidente da Petrobras, Pedro Parente.

De acordo com a estatal, o prejuízo ocorreu devido a despesas extraordinárias. Se não fosse isso, a Petrobras teria alcançado um lucro líquido de R$ 7,089 bilhões. Entre as despesas extraordinárias, a Petrobras destaca o acordo de R$ 11,198 bilhões para o encerramento da ação coletiva de investidores nos Estados Unidos, além da adesão a programas de regularização de débitos federais, que somaram R$ 10,433 bilhões.

Em 2017, a dívida líquida da empresa chegou a US$ 84,871 bilhões, menor valor desde 2012. Também foi possível aumentar o prazo médio de vencimento de 7,46 para 8,61 anos e reduzir a taxa média de juros de 6,2% para 5,9%. Além disso, a despesa anual de juros da companhia caiu de R$ 25,6 bilhões em 2016 para R$ 22,3 bilhões no ano passado.

Produção recorde

Segundo a Petrobras, a companhia bateu pelo quarto ano seguido o recorde de produção no Brasil e alcançou, pelo terceiro ano consecutivo, a meta.

O volume de produção total de petróleo e gás natural foi de 2 milhões 767 mil de barris de óleo equivalente por dia (boe), sendo 2 milhões 655 mil boe no Brasil, mesmo com a venda de ativos no exterior.

A venda de derivados no País declinou 6% em relação a 2016. Segundo a Petrobras, a produção foi de 1 milhão 800 mil barris por dia (bpd) e a venda alcançou 1 milhão 940 mil bpd, devido ao aumento das importações por terceiros.



Total de acessos: 237961

Visitantes online: 6