Carregando...

Publicidade

Por ano, a Coopam produz 69 toneladas de camarão, número que deve crescer a partir da realização de mais investimentos no setor. (Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Produção & Venda: Parceria impulsiona o camarão marinho no Ceará.

Mercadinhos São Luiz e a Coopam firmaram acordo com o objetivo de fortalecer a economia local.

21/03/2018

A produção e o consumo local de camarão marinho ganharam um grande impulso no Ceará, a partir de parceria que teve início ontem. Os Mercadinhos São Luiz e a Cooperativa de Pesca, Agricultura e Aquicultura Marinha de Icapuí (Coopam) passaram a atuar em parceria, beneficiando pelo menos 20 famílias de produtores.

Afirmando que o objetivo do acordo é fortalecer a economia local, a diretora de Marketing dos Mercadinhos São Luiz, Joana Ramalho, comemorou a parceria com a Cooperativa.

"Já vendíamos camarão fresco, mas não com esse perfil, de água de mar. Vamos fazer o investimento de tentar vender um produto que nunca foi vendido. A gente acreditou na proposta e estamos juntos", enalteceu Joana. A princípio, quatro das 13 unidades dos Mercadinhos na Capital irão receber os camarões vindos de Icapuí.

Segundo a diretora de Marketing da empresa, o projeto piloto funcionará com divulgação interna nas lojas, explicando a importância da Cooperativa para a região. "A gente passa agora a comprar o produto deles. Existe um compromisso e nosso investimento é no esforço de venda".

Joana Ramalho explicou que a ideia surgiu após a sugestão de um chef de cozinha.

"Tivemos conhecimento (da Cooperativa) pelo chef de cozinha Fernando Barroso, parceiro de longas datas. Ele apresentou e nos encantamos pelo projeto, acreditamos na proposta. Começamos a trabalhar em conjunto para, a quatro mãos, fazer crescer a venda de um produto local nos Mercadinhos São Luiz. A ideia é mostrar ao consumidor a história por trás, deixar o consumidor se empoderar e escolher o consumo que, de fato, faz a diferença para onde ele convive. Isso é o começo de uma iniciativa que a gente tem, que dá para ampliar a outras áreas", disse.

O presidente da Coopam, Edson Barreto, celebrou a parceria. Ele ressaltou que a Cooperativa já atua há duas décadas na carcinicultura. "Completamos 20 anos, beneficiando 20 famílias em regime de gestão coletiva e igualitária. Sem dúvidas, esse canal de escoamento de nossa produção será de grande importância. Essa é a primeira vez que estamos tendo essa oportunidade", afirmou, relembrando as dificuldades encontradas no setor.

"A gente ficava na mão do atravessador, que controlava o preço. Agora, a tendência é baixar o preço e com isso dar acesso a um preço mais justo para os três lados, o produtor, os Mercadinhos e o consumidor".

Perspectiva

A Coopam produz, anualmente, 69 toneladas de camarão. Com a implantação de investimento pelo Projeto São José, no valor de R$ 576.387,53, a Cooperativa espera aumentar. "A parceria está gerando expectativa e perspectiva do preço justo do camarão. Os Mercadinhos estão tendo a oportunidade de ter um produto de excelente qualidade produzido com igualdade de condições para todos, respeitando o meio-ambiente", afirmou.



Total de acessos: 235133

Visitantes online: 5