Carregando...

Publicidade

Na primeira fase da competição, Ceará e Fortaleza se enfrentaram duas vezes em jogos com bastante equilíbrio. (Foto: JL Rosa)

Vem aí um novo capítulo.

Donos das melhores campanhas do certame, Fortaleza e Ceará irão fazer mais uma decisão do Estadual.

02/04/2018

Diferente dos últimos dois anos, Fortaleza e Ceará farão a decisão do Campeonato Cearense. A campanha dos dois no certame é indiscutível. Os comandados de Marcelo Chamusca, pelo Ceará, e Rogério Ceni, do Fortaleza, se destacaram e fizeram uma boa competição, mas o Tricolor do Pici será o dono da tão desejada vantagem de jogar por dois resultados iguais, já que foi melhor nas semifinais (somou seis pontos contra três do Ceará).

Os dois jogos já acontecem nesta semana. O primeiro na próxima quarta-feira, 4, e o segundo no próximo domingo, 8, ambos na Arena Castelão, que deve receber um grande público.

A semana promete muita tensão, mistério e cautela, de um lado como do outro. Enquanto o Ceará tenta o bi-campeonato, o Tricolor não quer deixar escapar a chance de ser campeão estadual no ano do seu centenário.


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Histórico

Esta será a 39ª decisão de Campeonato Cearense entre as duas maiores equipes do Estado. Na última vez que mediram forças lutando pelo título, o Fortaleza levou a melhor. O Tricolor tinha vencido o 1º jogo por 2 a 1, conseguiu reverter a vantagem alvinegra, e precisava só do empate, na volta, para ser campeão.

Na quarta-feira seguinte, o Ceará jogou contra o Bahia e conquistou o título inédito e invicto da Copa do Nordeste e assim foi embalado para o segundo jogo da decisão do Estadual. Vencia o Leão por 2 a 1 e já se preparava para comemorar o segundo título em uma semana, até que o atacante Cassiano empatou o jogo nos acréscimos do segundo tempo, decretando mais um título para o Tricolor.

Os dois anos anteriores (2016 e 2017 foram diferentes. Enquanto o Fortaleza conquistou seu 41º título em 2016 na decisão contra o Uniclinic, o Ceará chegou ao 44º no ano seguinte, contra o Tubarão da Barra. As consequências, claro, não foram nada boas para os dois clubes. Enquanto o Ceará ficou de fora da Copa do Nordeste de 2017, por não ter chegado à final do ano anterior, o Leão sentiu um gosto ainda mais amargo este ano, pois além de não disputar o torneio regional, não conseguiu o direito de participar da Copa do Brasil.

Adversidades

Embora os números de Ceará e Fortaleza sejam incontestáveis para se chegar a final, o caminho não foi tão fácil assim.

O Alvinegro teve que lidar com a rotina de alternar o time em vários jogos, por conta das disputas da Copa do Nordeste e da Copa do Brasil, com pequenos intervalos de tempo entre uma partida e outra.

Já o Leão, chega para a decisão com vários jogadores importantes entregues ao departamento médico, como o zagueiro Adalberto e o volante Anderson Uchôa. Para completar, na partida desse domingo, diante do Floresta, o goleiro Marcelo Boeck sentiu a coxa ainda no aquecimento e nem sequer foi para o jogo de ontem.

Não bastasse o desfalque do arqueiro e capitão do time, o lateral Leonan, que atuou como meia, e o atacante Edinho também saíram de campo lesionados e preocupam, já que o primeiro jogo da final é daqui a dois dias (na quarta).



Total de acessos: 193979

Visitantes online: 10