Carregando...

Publicidade

Palmeiras encara "jogo fora de hora" contra o Alianza Lima pela Libertadores. (Foto: Divulgação/SE Palmeiras)

Palmeiras encara "jogo fora de hora" contra o Alianza Lima pela Libertadores.

O importante compromisso contra os peruanos conflita em atenção com a final do Campeonato Paulista.

03/04/2018

Receber no estádio Allianz Parque, em São Paulo, nesta terça-feira, às 21h30, o adversário teoricamente mais fácil do grupo da Copa Libertadores virou, ironicamente, um fardo para o Palmeiras. O importante compromisso contra o Alianza Lima, do Peru, conflita em atenção com a final do Campeonato Paulista. O segundo jogo contra o Corinthians, neste domingo, deve obrigar o técnico Roger Machado a escalar uma formação mista.

A partida contra a equipe peruana traz a oportunidade de o Palmeiras disparar no Grupo 8. O time foi o único da chave a ter vencido na estreia, ao fazer 3 a 0 no Junior Barranquilla, na Colômbia, e tem contra o Alianza Lima a chance de encaminhar a classificação. Mas o elenco admite que a concentração não está totalmente voltada para o compromisso internacional.

A final do Estadual é o foco de maior atenção nesta semana e faz da partida válida pela Libertadores, principal competição do time na temporada, ser secundária nesta semana. “Sinceramente, não tem como esquecer o Corinthians. É uma final que temos para disputar”, disse nesta segunda-feira o meia Moisés.

A semana de jogos importantes vai levar o técnico palmeirense a escalar o time de acordo com o desgaste dos atletas. No treino desta segunda-feira, quem foi titular na vitória por 1 a 0 no último sábado ficou apenas na academia e não foi a campo. Antes do jogo desta terça, exames fisiológicos vão ajudar a apontar quem está em melhores condições para atuar.

A agenda de jogos conciliada entre Libertadores e Paulistão voltará a ter conflito na próxima semana, quando o Palmeiras recebe o Boca Juniors, da Argentina, três dias depois de ter decidido o Estadual.

Se os compromissos atrapalham o foco, por outro lado permitem ao elenco relaxar e não ter ansiedade exagerada para a decisão contra o Corinthians. “Se não tivesse esse jogo no meio de semana, claro que para descansar seria melhor. Mas ficaríamos pensando sete dias só no jogo de domingo; a semana demoraria a passar. Assim você consegue esquecer um pouco a final e pensa em outro adversário”, afirmou Moisés.

Julgamento

O Palmeiras saberá nesta terça-feira se vai ter Jailson na final do Paulistão. O efeito suspensivo do goleiro será julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Federação Paulista de Futebol (FPF).

O departamento jurídico do clube conseguiu interromper a suspensão de três jogos aplicada ao goleiro por críticas à arbitragem após o clássico contra o Corinthians em fevereiro. Jailson cumpriu duas das três partidas de exclusão, até o Palmeiras obter o efeito suspensivo que permitiu ao jogador atuar nos últimos três compromissos.



Total de acessos: 215695

Visitantes online: 12