Carregando...

Publicidade

José Coêlho Teixeira, ministro-presidente do Superior Tribunal Militar, entre Abelardo Rocha (e), diretor- presidente do Grupo Edson Queiroz, e Chanceler da Unifor, Edson Queiroz Neto(d), que receberam condecorações. (Foto: Hermínio Oliveira)

Homenagem: Grupo Edson Queiroz recebe Medalha da Ordem do Mérito Militar.

Em cerimônia, Superior Tribunal Militar (STM) entrega comendas a personalidades da sociedade e instituições.

11/04/2018

Brasília. Em cerimônia realizada ontem, o ministro-presidente do Superior Tribunal Militar (STM), José Coêlho Ferreira, entregou comendas da Ordem do Mérito Judiciário Militar a personalidades da sociedade civil e instituições que prestaram relevantes serviços à Justiça Militar da União.

O diretor-presidente do Grupo Edson Queiroz, Abelardo Rocha, e o chanceler Airton Queiroz (in memoriam), que foi representado pelo filho Edson Queiroz Neto, diretor do Grupo Edson Queiroz e superintendente do Sistema Verdes Mares, receberam a Medalha em Brasília.

Segundo o presidente do STM, a Medalha representa um apreço aos que têm se destacado ou contribuído para o País. Em entrevista ao Diário do Nordeste, o ministro reconheceu o trabalho do Grupo Edson Queiroz e lembrou o Chanceler Airton Queiroz. “Essa é uma medalha importante e em memória pelo trabalho dele como empresário, educador, e a sua ligação com a Justiça Militar”, disse Ferreira.

Outros cearenses também foram contemplados com a Medalha, como o presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB/CE); o deputado federal Domingos Neto (PSD/CE), e o membro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Valdetário Monteiro.

Também foram agraciados o general de Exército, Walter Braga Netto, interventor federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro, o ministro da Justiça, Torquato Jardim, e os ministros do Supremo Tribunal Federal, vice-presidente Dias Toffoli e Alexandre de Moraes.

60 anos de história

A Ordem do Mérito Judiciário Militar (OMJM) foi criada pelo Superior Tribunal Militar (STM), em Sessão de 12 de junho de 1957. Conforme regulamento, a Ordem dispõe de quatro Graus, em ordem decrescente de distinção: Grã-Cruz; Alta Distinção; Distinção e Bons Serviços. São incluídos, automaticamente, no Grau Grã-Cruz: o presidente da República, os presidentes das Casas do Congresso Nacional, o presidente do Supremo Tribunal Federal, e os ministros do Superior Tribunal Militar, por ocasião de suas posses.

Também podem receber a Grã-Cruz: o vice-presidente da República, o ministro da Justiça, os comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, os ministros do Supremo Tribunal Federal, o procurador-geral da República, o procurador-geral da Justiça Militar, os presidentes dos Tribunais Superiores e do Tribunal de Contas da União.

No Grau Alta Distinção, podem receber Medalhas, entre outros, os ministros de Estado, o advogado-geral da União, os governadores, os parlamentares do Congresso Nacional, os oficiais-generais das Forças Armadas, os ministros dos Tribunais Superiores, e os magistrados de segunda instância.



Total de acessos: 219327

Visitantes online: 5