Carregando...

Publicidade

Senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, chegou a postar em rede social o ofício para alteração do nome, enviado a Eunício Oliveira. (Foto: Agência Senado)

Congresso: Petistas querem incorporar nome de ex-presidente.

12/04/2018

Brasília. Em protesto contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, petistas tentam adicionar "Lula" aos seus nomes parlamentares oficiais. Ao menos 22 deputados federais do PT já aderiram ao movimento, segundo o líder do partido na Câmara, Paulo Pimenta (PT-RS). Mas já há opositores querendo usar a mesma estratégia, adotando o nome "Moro", em referência ao juiz federal Sérgio Moro, e até Lava-Jato.

Perguntado sobre a pretensão manifestada por deputados do PT e de outros partidos, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), respondeu: "Não vou perder meu tempo com isso, não".

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), postou no Twitter o ofício encaminhado ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), pedindo a alteração de seu nome parlamentar para Gleisi Lula Hoffmann. O mesmo foi feito pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que já adicionou o nome Lula ao seu perfil no Twitter. Segundo Pimenta, a iniciativa surgiu de uma reunião da bancada. "Foi uma sugestão do deputado Leo de Brito (PT-AC), que foi acatada pela bancada", contou, ressalvando que a decisão de adicionar o nome de Lula é individual, sem imposição do partido.

A ideia é que o nome de Lula apareça nos painéis da Câmara e do Senado. Segundo a liderança do PT na Câmara, o pedido de mudança deve ser feito por toda a bancada, que conta atualmente com 60 parlamentares.

Para o deputado Carlos Zarattini (PT-SP), um dos que já aderiram à ideia, usar o nome de Lula é uma questão de "solidariedade". "A nossa decisão foi para prestar apoio a Lula. Vamos divulgar essa solidariedade que temos por ele". Os parlamentares protocolaram ofícios na Mesa Diretora da Câmara para solicitar a mudança nos nomes. Segundo a interpretação de Pimenta, a alteração seria automática caso o novo nome tenha até 18 caracteres. A estratégia petista gerou reação até na Câmara de Vereadores de Porto Alegre. O vereador Felipe Camozzato (Novo) alterou o nome que aparece no placar legislativo para "Felipe Lava Jato". Em suas redes sociais, o parlamentar disse que tomaria a atitude por um dia.

Cearenses

O primeiro cearense a encaminhar a solicitação para Maia foi o deputado José Guimarães. No ofício, ele informou que "para devidas alterações funcionais, passarei a usar o nome parlamentar José Lula Guimarães, em substituição a José Guimarães".

O deputado José Airton também declarou que irá pedir alteração do nome em apoio ao Lula. "Farei a mudança em solidariedade e pela identidade com a história, uma breve associação ao ex-presidente", disse.

A deputada Luizianne Lins protocolou o pedido de mudança do nome para Luizianne Lula Lins. "Toda nossa bancada está fazendo isso. Solidariedade ao maior líder popular da História do Brasil". Segundo a assessoria da presidência da Câmara, outros pedidos de alteração de nome com "Moro" e "Bolsonaro" também foram protocolados.

No Senado, a bancada petista também aderiu ao movimento de incluir Lula no nome. A assessoria do senador José Pimentel informou que até o momento ele não pretende fazer a alteração.

Colaborou Carolina Curvello



Total de acessos: 144747

Visitantes online: 3