Carregando...

Publicidade

Vovô foi derrotado pelo Santos na abertura da Série A. Próximo compromisso será contra o São Paulo, na Arena Castelão, no domingo (22). (Foto: Divulgação/Santos)

Série A: Choque de realidade.

Sem ousadia ofensiva na partida de estreia na Série A, Vovô promete mudar a postura para os próximos jogos.

16/04/2018

A estreia do Ceará na Série A do Campeonato Brasileiro não foi a esperada pela equipe de Marcelo Chamusca. Abusando de erros defensivos e mostrando pouca ousadia ofensiva, o Ceará foi derrotado pelo Santos por 2 a 0 no Pacaembu, em São Paulo, na noite de sábado. Mais do que o resultado, normal por se tratar de um jogo fora de casa, contra um dos gigantes do país, a atuação alvinegra preocupou, ligando o sinal de alerta para a sequência da competição, nos dois jogos em casa seguidos que terá, contra o São Paulo, no dia 22, às 16 horas, e no dia 29, também às 16 horas contra o Flamengo, ambos no Castelão.

O volante Juninho admitiu que o Alvinegro não esteve bem na partida: "Fizemos um jogo bem abaixo do que a gente esperava. Erramos demais, demos muito a bola para o adversário. E quando joga contra uma equipe qualificada e erra, vai sofrer. Mas este jogo já passou, não adianta ficar lamentando, é trabalhar durante a semana, fazer um bom jogo contra o São Paulo e voltar a vencer diante do nosso torcedor. O primeiro gol foi um reflexo das chances que demos a eles. Não adianta tapar o sol com a peneira, erramos. Oferecemos a bola ao adversário", disse o atleta alvinegro.

Erros fatais

O técnico Marcelo Chamusca lamentou que a equipe tenha tido erros defensivos fatais e pouca efetividade ofensiva.

"Na fase ofensiva do jogo, o time não estava em um bom dia. Erramos muito, não conseguimos criar, tivemos no primeiro tempo, com o jogo bem controlado, duas situações de contra-ataques, tomamos decisões ruins, com erros de passe. Foi um dia que estivemos muito abaixo, principalmente no segundo tempo e contra um adversário de qualidade, eles aproveitaram".

O técnico do Ceará acredita que a equipe precisa ter uma mudança de postura para as próximas rodadas e trabalhará a semana cheia para enfrentar o São Paulo, na Arena Castelão.

"Teremos que ter uma mudança de postura. Principalmente no que apresentamos no segundo tempo. Contra adversários, principalmente nesse início de competição, não cometer tantos erros como cometemos. Proporcionamos muitos erros de transição e vamos ter que melhorar. Como temos uma semana cheia, é analisar bem o São Paulo e que a gente faça um jogo mais consistente, no aspecto individual também", comentou.

Desfalques

É bem verdade que o Ceará jogou no sábado desfalcado do volante Richardson, que fez falta por sua dinâmica no meio campo e perdeu seu principal articulador, Ricardinho, com 12 minutos de jogo, após contusão no tornozelo. Chamusca lamentou. "Perder um jogador que está muito bem encaixado na mecânica de jogo como o Ricardinho, e também no aspecto tático, traz um dano, quebra um pouco a estratégia, embora eu ache que o Javier (Reina), tenha feito um bom jogo", disse.

Sem compromissos

E para esta semana o Vovô não terá nenhum compromisso. Como o time só volta a jogar no próximo domingo, o Alvinegro poderá ter mais dias para trabalhar, algo raro nos primeiros três meses do ano, já que o time vinha de uma maratona de jogos por ter disputado três competições - Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Campeonato Cearense. A reapresentação do Vovô está marcada para a manhã da terça-feira (17), em Porangabuçu, quando Chamusca começará a montagem do time.



Total de acessos: 145407

Visitantes online: 24