Carregando...

Publicidade

Os detalhes das prisões de Geanderson da Silva Barbosa, 21, e de mais três pessoas foram divulgados, ontem, em coletiva de imprensa. (Foto: Thiago Gadelha)

Seis Capturados: Autor do disparo que matou universitária alugou arma.

17/04/2018

O homem apontado pela Polícia como o autor do disparo que matou a estudante de Direito Cecília Moura, 23, foi preso no último fim de semana. Os detalhes da prisão dele e de mais três pessoas foram apresentados em coletiva de imprensa, ontem, na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Geanderson da Silva Barbosa, 21, o 'Magrão', foi localizado, no bairro Itaoca. A arma utilizada por 'Magrão' no crime, que segundo a Polícia foi alugada, ainda não foi apreendida.

Além de Geanderson, que já responde pelo crime de receptação, também foram presos Antônio Honorato Pinheiro Macedo Filho, 18, com antecedentes por um crime de trânsito; Leonardo Lima do Nascimento, 21, com passagem por tráfico de drogas; Jessica Ferreira Oliveira, 26; Jefferson de Sousa Rodrigues, 24; e Antonia Alexandra do Nascimento, 37. Os três últimos, sem antecedentes criminais.

Conforme as investigações, 'Magrão' apontou Jefferson Rodrigues como o responsável por fornecer a arma utilizada no crime em troca da metade do que seria arrecadado nos delitos. Jefferson Rodrigues, no entanto, negou as acusações.

A companheira de Jefferson, identificada como Antônia do Nascimento, também foi presa, por tráfico de drogas.

No imóvel do casal, foram encontradas drogas, uma balança de precisão, munições, entre outros objetos utilizados no comércio dos entorpecentes. De acordo com a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a outra suspeita presa, Jessica Oliveira, era responsável por informar ao "casal de traficantes" a presença de policiais na região.

Já Rodrigo Barbosa de Moura, que está foragido, é apontado como o condutor do veículo que deu cobertura aos acusados do crime. Ele já responde por roubo de veículos.

De acordo com o delegado titular do 13° DP (Cidade dos Funcionários), a quadrilha era especializada em roubos de veículos e atuava nos bairros Cidade dos Funcionários, Edson Queiroz, Parque Manibura e Sapiranga.

Segundo o diretor da DHPP, delegado Leonardo Barreto, os suspeitos declararam que se reuniram para realizar assaltos, e que estavam à procura de uma vítima vulnerável. Ao avistarem o veículo da jovem, constataram que se tratava de uma mulher, e que o carro estava com o vidro entreaberto. Em depoimento, 'Magrão' admitiu ser a pessoa responsável por sair do veículo e anunciar o assalto, afirmando que a estudante assustou-se com a situação e acelerou o automóvel que conduzia e, por isso, ele desferiu o disparo contra ela.

Questionado se o caso poderia se tratar de uma retaliação contra o irmão da vítima, que é policial militar, o titular da DHPP afirmou não descartar a hipótese, mesmo que todos os indícios levem a crer que se trata de um crime de latrocínio. "O carro está no nome do pai dela, não do irmão. Isso foi objeto de investigação nossa, porque poderia nos levar a crer que alguém estaria monitorando o veículo achando que o irmão dela estaria dirigindo", reitera Barreto.

Autuações

Os seis suspeitos foram indiciados na Lei de Associação Criminosa. Antonio Filho e Leonardo do Nascimento também responderão por latrocínio e receptação, enquanto Jefferson Rodrigues e Antônia do Nascimento por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

(Colaborou Itallo Rocha)



Total de acessos: 144245

Visitantes online: 7