Carregando...

Publicidade

O meia Ricardinho deixou o gramado com 12 minutos do 1º tempo do jogo de sábado contra o Santos no Pacaembu com entorse tornozelo e ficará 3 semanas fora, desfalcando o Vovô contra São Paulo, Flamengo e Corinthians. (Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Ceará: Vovô sem quarteto essencial no meio.

18/04/2018

Na campanha vitoriosa da Série B de 2017, quando conseguiu o acesso em 3º lugar com 67 pontos, o pilar do time do Ceará era o meio campo, formado por Pedro Ken, Richardson e Ricardinho, com Raul como suplente de 'luxo', sempre suprindo a ausência do trio quando necessário e com a mesma qualidade.

Com um meio campo tão técnico, a expectativa de vê-los juntos na Série A do Campeonato Brasileiro era enorme, mas o Vovô chega sem nenhum deles à disposição para a 2ª rodada, para enfrentar o São Paulo, no Castelão, às 16 horas, na 1ª partida do Vovô em casa no certame. Na estreia, no último sábado, o Vovô foi derrotado por 2 a 0 para o Santos, no Pacaembu.

Isso porque o departamento médico do clube, representado pelo médico Leandro Rêgo, confirmou os vetos de Richardson (com tendinite no tendão, ainda fica fora por uma semana e meia) e Ricardinho (teve constatada uma torção no tornozelo no sábado contra o Santos e ficará 3 semanas fora).

As duas ausências, somadas a de Pedro Ken que já vinha desfalcando o Alvinegro desde março por tendinite no quadril e só agora está na transição e Raul, que não renovou com o clube e por isso não será mais utilizado até o fim do contrato em maio.

Ou seja, O Ceará terá de se virar sem dois titulares absolutos do meio campo do time (Richardson e Ricardinho), e sem um reserva imediato (Raul), por pelo menos, nas próximas 3 rodadas da Série A, contra São Paulo (em casa), Flamengo (em casa) e Corinthians (fora).

"O Ricardinho sofreu entorse no jogo. Fez o exame na segunda, já recebemos o resultado. Evidenciou-se o entorse, a presença de edema bastante pronunciado no tornozelo. Ele já tinha algumas lesões prévias, de entorses passados, e então isso, de certa forma, até determina um cuidado maior, dada a gravidade do entorse. Estamos com planejamento de 3 semanas conosco, incluindo um período de transição dentro dessa programação".

Já o meia Richardson, que deixou o campo de jogo na primeira final do Cearense, contra o Fortaleza, está em tratamento de uma tendinite com complicação.

"Ele não sofreu apenas uma tendinite, teve uma espécie de soltura de um determinado seguimento do tendão. Isso acrescenta uma maior gravidade ao quadro. Temos um planejamento também de 3 semanas conosco e ele já está há aproximadamente 11 dias desde que iniciamos o tratamento", explica.

Sobre Pedro Ken, o médico explicou: "O Pedro Ken vinha no tratamento de uma espécie de tendinite de um local específico do quadril. Estamos no processo de transição. Já foi entregue à preparação física há cerca de 3 dias. Muito em breve esperamos devolvê-lo ao campo".

Opções

Sem o quarteto, o técnico Marcelo Chamusca quebrará a cabeça para montar o meio campo para o jogo diante do São Paulo. Tomando como base a equipe da estreia diante do Santos, já sem Ricardinho desde os 12 minutos do 1ºtempo, o treinador tem como opções: como dois volantes, Juninho pode ter como companheiro tanto Ernandes, que iniciou o jogo com o Peixe, quanto Naldo ou até mesmo Pio, deslocado para a contenção, deixando a vaga na lateral-direita para o recém chegado Arnaldo.

Para a função de Ricardinho, as opções seriam: Reina, que entrou no lugar dele diante do Santos, Leandro Canhoto, jogador que mais se aproxima da característica de Ricardinho, ou mesmo a entrada do lateral-esquerdo Rafael Carioca como meia. Assim, Romário poderia voltar para a lateral-esquerda.

Desfalques

Richardson

Com tendinite no tendão, o planejamento para a volta do atleta é de uma semana e meia, já que iniciou o tratamento em 11 dias

Ricardinho

O Ricardinho sofreu entorse no tornozelo no jogo de sábado contra o Santos e o planejamento é de três semanas, incluindo um período de transição dentro dessa programação

Pedro Ken

Fora desde março para tratar de tendinite no quadril, está em transição. Já foi entregue à preparação física há 3 dias

Raul

O volante tem contrato com o clube até o fim de maio, mas como não renovou, não está sendo relacionado por decisão da diretoria do Ceará



Total de acessos: 219368

Visitantes online: 5