Carregando...

Publicidade

Ex-governador mineiro, Eduardo Azeredo, foi condenado a 20 anos e um mês de prisão por peculato e lavagem de dinheiro no "mensalão tucano". (Foto: Agência Senado)

TJ Mineiro: Azeredo tem sentença mantida.

25/04/2018

Belo Horizonte. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais negou, ontem, por 3 votos a 2, os embargos infringentes apresentados pela defesa do ex-governador e ex-presidente nacional do PSDB Eduardo Azeredo, que foi condenado a 20 anos e um mês de prisão por peculato e lavagem de dinheiro no mensalão mineiro. A defesa do tucano disse que vai recorrer da decisão, e que também aguarda posicionamento sobre habeas corpus impetrado no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Ainda cabe apenas um recurso contra a sentença, os chamados embargos de declaração. A condenação prevê o início da execução penal somente depois de esgotadas as apelações na Justiça de Minas Gerais.

O mensalão mineiro é como ficou conhecido o desvio, conforme denúncia do Ministério Público, de recursos de estatais mineiras como o Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge) e a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) para a campanha pela reeleição de Azeredo, em 1998, quando foi derrotado por Itamar Franco.

O julgamento foi realizado na 5.ª Câmara Criminal do TJ.

Entre os 15 denunciados no caso do mensalão mineiro Azeredo é o único condenado em segunda instância e na iminência de ser preso A estratégia da defesa foi a de tentar fazer com que prevalecesse voto do desembargador Alexandre Victor de Carvalho, pela absolvição de Azeredo, em julgamento de recurso ao TJ logo depois da sentença em primeira instância, decisão em que o tucano foi derrotado por 2 a 1.

Os advogados de Azeredo alegam que o processo deveria ser anulado porque teria ocorrido aplicação de pena a maior no que se refere ao crime de peculato referente ao Bemge. "Tem um habeas corpus já em andamento no Superior Tribunal de Justiça (STJ) que versa pelo reconhecimento dessa nulidade", disse o advogado Castellar Guimarães.



Total de acessos: 178943

Visitantes online: 79