Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Pesquisa do Procon: Em supermercados, 58,3% dos itens tem alta em abril.

25/04/2018

Apesar da prévia da inflação de Fortaleza em abril ter revelado que os preços dos alimentos tiveram queda de 0,58%, cerca de 58,3% dos produtos de supermercado, com destaque para os itens de alimentação apresentaram aumento nos preços entre março e abril, de acordo com levantamento mensal do Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza).

A soma da média dos 60 itens analisados na pesquisa chegou a R$ 403,01, contra R$ 395,43 no mês de março - uma alta média de 1,92%. Dentre os 35 produtos que apresentaram aumento nos valores de comercialização, a cebola foi a que mais subiu, passando de R$ 3,25 para R$ 4,53, variação de 39,24%. No sentido contrário, foi observada redução nos preços de outros 25 itens, destacando-se o papel higiênico com queda de 28,05%, de R$ 3,81 para R$ 2,74.

O levantamento ainda aponta que um produto pode variar até 394,38% entre um estabelecimento e outro, como por exemplo o quilo do alho, encontrado entre custando entre R$ 8,90 e R$ 44,00. Itens que também têm grandes diferenças são o tomate (de R$ 1,89 a R$ 6,98) e a batata (de R$ 1,98 a R$ 4,79).

Regionais

Entre as regionais, a maior soma da média dos produtos está na Regional Centro (R$ 441,58). Já na Regional IV, onde estão bairros como Itaperi, Benfica e Montese, foi encontrada a soma média mais barata (R$ 344,52). Por supermercado, no Joaquim Távora está o estabelecimento com menor valor (R$ 319,54). Já no Conjunto Ceará, a pesquisa constatou o supermercado mais caro (R$ 474,46).

Pesquisa nos supermercados

Confira o levantamento completo realizado em abril pelo Procon Fortaleza:

Bit.Ly/abrilproconpesquisa



Total de acessos: 214678

Visitantes online: 4