Carregando...

Publicidade

Osvaldo dá um salto para o alto, comemorando o primeiro gol do jogo. (Foto: JL Rosa)

Série B: Liderança com 100%.

Fortaleza engata a terceira vitória seguida na Série B, ao derrotar o CRB e ganha confiança para jogos em sequência.

25/04/2018

Jogando novamente um bom futebol no Campeonato Brasileiro da Série B, o Fortaleza venceu o CRB/AL por 3x1, ontem à noite na Arena Castelão, oportunidade em que chegou à terceira vitória seguida na competição. O resultado premiou a equipe mais organizada e mais efetiva em campo, sendo portanto, justo.

No próximo compromisso, os tricolores vão a Londrina, no Paraná, para dar combate à equipe do mesmo nome, no Estádio do Café. O jogo está marcado para o dia 1º de maio, às 16h30.

Muito embora a partida fosse do primeiro colocado contra a equipe que ainda não havia pontuado na Série B, o jogo manteve o clima de clássico nordestino, com lances polêmicos e de emoção para o torcedor.

Os comandados do técnico Rogério Ceni encarnaram o espírito de decisão a cada jogo, o que tem feito a diferença rodada após rodada da Segundona.



Proveito

O Leão do Pici bem que poderia ter tirado maior proveito dos momentos em que foi melhor que o seu oponente no primeiro tempo, pois começou eletrizante.

Mostrando o seu cartão de apresentação, que era o futebol ofensivo, o Tricolor chegou ao gol logo aos 6 minutos. Edinho disparou pela ponta direita, em contra-ataque fulminante e cruzou, na área, rasteiro. A bola passou de Gustavo, mas não de Osvaldo, que pegou de primeira e mandou um chute forte alto, sem chance de defesa para Fabiano. Era o primeiro gol do Leão.

Até os 25 minutos, o time de Rogério Ceni imprimiu um ritmo veloz, em busca da vitória. O Fortaleza foi para cima, com os laterais e os homens de ataque. A todo instante, o lateral-esquerdo Bruno Melo passava no apoio e pela direita, Tinga e Edinho faziam boas tabelas.

O centroavante Gustavo flutuava entre os zagueiros, mas sem ter finalizado como tem o hábito de fazer. Em dois momentos, ele esteve perto de marcar, mas não concluiu em gol. No primeiro tempo, ele escorou de cabeça, prensado com um zagueiro, em cruzamento de Bruno Melo. Em outra situação, Gustavo entrou livre, pela diagonal, ficou meio sem ângulo e chutou mas o goleiro rebateu.

O Fortaleza apresentou, então, um grande volume de jogo até os 27 minutos, quando o CRB passou a equilibrar as ações, mas o centroavante Neto Baiano, o homem mais avançado pela equipe, foi surpreendido em dois impedimentos na primeira etapa, o que atrapalhou o ataque.

O CRB passou a tocar mais a bola, sem no entanto, forçar alguma defesa arrojada do goleiro Marcelo Böeck, que estava de retorno à equipe.

Uma falta de sorte dos tricolores foi a lesão muscular do lateral-direito Tinga, que pediu substituição e saiu de campo aos 41 minutos. Pablo entrou em seu lugar. O Fortaleza voltou a pressionar e Edinho perdeu uma chance d e ouro, ao finalizar na área e o goleiro João Carlos defender com a perna esquerda. O primeiro tempo encerrava com uma boa exibição do Tricolor.

Gol rápido

Um dos trunfos do Leão do Pici para chegar à vitória foi marcar gols bem cedo, tanto no primeiro, quanto no segundo tempo. Praticamente no início da etapa complementar, o Fortaleza chegou ao segundo gol, aos três minutos. O zagueiro Diego Jussani acabou mostrando uma de suas virtudes, que é a batida na bola. Ele foi apoiar o ataque pela direita e levantou a bola com maestria na área, em jogada ensaiada. O lateral Bruno Melo, que havia saído da esquerda do ataque para a direita, apareceu como homem surpresa, cabeceou e marcou o segundo gol tricolor.

Resposta

O CRB deu a resposta ao gol sofrido, de forma rápida, o que encheu seus jogadores e o técnico Júnior Rocha, de esperança. Diego Rosa avançou pela direita e cruzou rasteiro, na pequena área, Neto Baiano mostrou todo o seu oportunismo e apenas desviou para as redes: 1x2. Nesse momento, o time alagoano acreditou realmente que pudesse mudar o panorama da partida.

O Fortaleza, no entanto, mostrou que a equipe tem apresentado uma coesão nos três primeiros jogos, com várias peças se apresentando bem. Um deles é o volante Jean Patrick. Aos 10 minutos, Gustavo deu combate na saída de bola do CRB e desarmou um oponente. Rapidamente tocou para Jean Patrick, na direita do ataque. Jean recebeu e mandou uma bomba, em chute cruzado, marcando um belo gol para o Leão do Pici.

Polêmica

Aos 19 minutos, o CRB esteve perto de marcar, em chute de Edson Ratinho, que chutou forte e Boëck espalmou para escanteio. Na cobrança, houve um cabeceio contra a meta tricolor e a bola bateu no braço de Diego Jussani, que salvou em cima da linha. Os jogadores do CRB reclamaram de pênalti, que o árbitro não deu. O Fortaleza ainda teve perto de ampliar o marcador, mas o placar ficou nos 3x1 até o apito final do árbitro.



Total de acessos: 178059

Visitantes online: 82