Carregando...

Publicidade

Com um volume de jogo ofensivo, Fortaleza espera superar o Londrina para chegar à quarta vitória seguida na Série B. (Foto: JL Rosa)

Fortaleza: Início inspirador.

Tricolor pode ter o melhor início de Série B desde a campanha vitoriosa de 2002, quando subiu de divisão.

30/04/2018

Ao vencer Guarani de Campinas, Boa Esporte/MG e CRB/AL, enfileirados, o Fortaleza iniciou uma campanha de Série B do Campeonato Brasileiro que há muito tempo ele não conseguia. Líder da competição com nove pontos nas três primeiras rodadas, o Leão só encontra semelhança com a campanha vitoriosa de 2002, que faz parte da época de ouro do clube, quando houve o acesso à Série A.

Na Série B, a única vez em que o Tricolor conseguiu vencer três jogos consecutivos no início da temporada foi em 2002. Aquele time, comandado pelo técnico Luís Carlos Cruz, tinha jogadores que se tornaram ídolos do clube, como Ronaldo Angelim, Erandir, Mazinho Lima, Clodoaldo, Vinícius, Finazzi, Dude, Chiquinho, Jéfferson, entre vários outros.

No ano de 2002, o Leão do Pici estreou contra o América de Natal, no Estádio Machadão, e venceu por 3x1. Retornou para a capital cearense e bateu o Vila Nova/GO por 1a0 no PV. Depois, foi ao Estádio Godofredo Cruz, no Rio de Janeiro, e aplicou 2a1 em cima do Americano/RJ. Na sequência, o Tricolor perdeu, fora de casa, para o União São João de Araras por 3x1, em um dos raros jogos em que não se houve bem naquele ano. Caso vença o Londrina ou empate no próximo compromisso, amanhã, às 16h30, no Estádio do Café, terá superado a campanha de 2002. "O Fortaleza começou muito bem. Conseguir nove pontos em três vitórias consecutivas em Série B não é fácil, pelo nível de disputa da competição. Comparando-se o time do Estadual com esse do Brasileiro, o time está com outra compactação, está mais estruturado e competitivo. A equipe está jogando em casa e fora de casa da mesma maneira", elogiou o volante Dude, um dos atletas da época de 2002. Na opinião do ex-técnico do Tricolor, Luiz Carlos Cruz, a equipe deste ano tem tudo para chegar ao acesso. "Eu vi já dois jogos do Fortaleza e é nítido que a equipe está encaixada e vai crescer na competição. Nós conhecemos aí a reação de todos. O time encaixando a torcida vem junto. Há uma grande possibilidade sim de acesso. Penso que o ideal é manter uma ideia de jogo, de equipe, como nós fizemos", disse Luiz Carlos Cruz, técnico da época de 2002 e que agora dirige o Cascavel, do Estado do Paraná.

De saída

No Tricolor o início da temporada, o atacante Léo Natel pode deixar o Fortaleza. O clube confirmou que o Apoel, do Chipre, está negociando com o atleta, que chegou ao Pici referendado pelo técnico Rogério Ceni.



Total de acessos: 177997

Visitantes online: 21