Carregando...

Publicidade

O meio-campista Dodô é um atleta com 23 anos de idade, o que reflete a preferência da diretoria e da comissão técnica, por jogadores mais jovens, que possam suportar maratona de jogos e conseguir se recuperar mais rápido. (Foto: JL Rosa)

Fortaleza: Eficiente e veloz.

Na Série B, Fortaleza monta elenco, levando em conta a velocidade e boa capacidade de recuperação pós-jogos.

10/05/2018

No ano passado, em plena efervescência da luta pelo acesso à Série B, os jogadores experientes foram muito importantes. A ideia que pairava no ar era a de que se necessitava de atletas que não fossem tremer em jogos do mata-mata.

Considerando-se os onze jogadores que iniciaram o jogo do acesso, contra o Tupi/MG, em Juiz de Fora, a média era de 29 anos. Havia cinco atletas com 30 anos ou mais na formação inicial da partida: Marcelo Böeck, Leandro Lima, Everton, Adalberto e Lúcio Flávio.

Böeck e Adalberto continuam emprestando suas experiências ao time atual, cuja média de idade da equipe que vem atuando é de 27 anos. Há a presença de atletas mais jovens, como Jean Patrick, 25 anos, Dodô, 23, Tinga, 24, Edinho, 23, Bruno Melo, 25, Gustavo, 24.

Exigências

A proposta de utilizar mais jovens, embora que também com qualidade no elenco da Série B vem para atender às novas exigências. Um delas, é a possibilidade de o time jogar três vezes na semana, embora a pausa de 10 dias que está ocorrendo agora seja uma exceção na tabela do Brasileiro da Série B.

O fisiologista do clube, Edson Palomares, explicou que a média de idade é tirada dos 15 jogadores que costumeiramente são utilizados nas partidas. Seguindo esse procedimento, a média atual é de 26,3. Comparando-se com os 15 atletas que mais atuaram na Série C de 2017, a média de idade era de 29,6 anos.

Apenas três anos a mais, no ano passado, poderiam não significar muita coisa, mas Palomares explica: "A diferença é importante, porque com três anos a mais, você tem que analisar as condições de recuperação após as partidas, de velocidade, etc.".

Edson Palomares segue explicando que a diferença do número de jogos é determinante para montar o elenco. "Quando jogamos na Série C, a gente poderia contar com atletas mais experientes, com média de idade, de 20,30 3 até 31 anos, como aconteceu com algumas equipes que subiram, mas em se tratando de Série B a média tem que cair. Na Série C, você tem 24 partidas, contra 38 da Série B", lembrou.

Estatísticas

O técnico Rogério Ceni gosta muito de estatísticas e solicitou a montagem de um grupo de jogadores com média de idade dos times que subiram para a Série B nos últimos quatro anos. O próximo jogo dos tricolores será no sábado, às 19 horas na Arena Castelão, contra o Goiás.
Mercado

Reforço anunciado

O presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, anunciou ontem à noite mais uma contratação: a do atacante pelos lados, Minho, de 26 anos, que foi emprestado pelo Paraná Clube. Seu nome completo é Guilherme de Melo Silva e é natural de Salvador.

Situação de Osvaldo

Ainda não houve progresso na tentativa de se manter o atacante Osvaldo até o final da Série B. Clube e empresário continuam conversando. O Tricolor trabalha com a hipótese de um empréstimo do clube tailandês.



Total de acessos: 239409

Visitantes online: 1