Carregando...

Publicidade

Condenado pelo TRF4, conhecido como tribunal da Lava-Jato, em janeiro, petista está preso na sede da PF em Curitiba, desde o último dia 7 de abril. (Foto: AFP)

Benefícios: Lula perde direitos de ex-presidente.

18/05/2018

Curitiba/Brasília. Preso, o ex-presidente Lula perdeu, ao menos provisoriamente, uma série de benefícios a que tem direito como ex-presidente da República. O juiz federal Haroldo Nader, da 6ª Vara Federal de Campinas, concedeu liminar para que a União suspenda imediatamente benefícios como segurança, transporte e assessoria para o petista, dada a sua reclusão, sob o argumento de que lesam o erário sem ter finalidade.

A decisão, datada de quarta-feira, se deu no âmbito de uma ação popular movida pelo coordenador do Movimento Brasil Livre (MBL), Rubens Nunes. Com a liminar, Lula também perde os veículos que tinha à sua disposição por força de um decreto.

Segundo Nader, Lula está sob custódia permanente do Estado, em sala individual, o que pressupõe proteção da PF. A segurança federal seria, na visão do juiz, superior à que teria em liberdade, acompanhado por agentes.

Plano B

Em um artigo de opinião publicado ontem pelo jornal francês "Le Monde", Lula criticou a "farsa judiciária", da qual se diz vítima após ser preso por "corrupção", e exigiu uma eleição presidencial "democrática", com "todas as forças políticas". "Enquanto presidente, eu defendi, por todos os meios, a luta contra a corrupção e não aceito que me atribuam esse tipo de crime pelo viés de uma farsa judiciária", escreveu.

Ciro Gomes

Logo após a visita a Lula ontem, a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, ligou para os governadores do partido os convocando para uma reunião na próxima semana. Lula pediu que Gleisi os reunisse para lhes dizer que não existe plano B. O encontro foi chamado depois que o governador Camilo Santana (PT-CE) defendeu que o PT apoie Ciro Gomes (PDT).

O jornal Folha de S.Paulo divulgou que o PDT tem discutido a indicação do ex-prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda (PSB) para vice-presidente na chapa de Ciro. Caso o apoio se concretize, a sigla mais do que dobraria o tempo de TV de Ciro. O mineiro foi secretário-executivo de Ciro quando ele comandava o Ministério da Integração Nacional, durante o governo Lula.



Total de acessos: 178058

Visitantes online: 81