Carregando...

Publicidade

Gustavo dá uma de suas cabeçadas no jogo contra o Criciúma. (Foto: Thiago Gadelha)

Fortaleza: Goleador de cabeçada letal.

Centroavante Gustavo tem mostrado eficiência no jogo aéreo, fazendo 9 gols de cabeça, dos 21 marcados na temporada.

25/05/2018

A estatura de 1:89m, que possibilita uma grande impulsão, além de um posicionamento correto no momento de definição, tornaram o centroavante Gustavo, de 24 anos, uma arma letal para o Fortaleza na temporada de 2018. Nos 24 jogos de que ele participou pelo Fortaleza na temporada deste ano, ele marcou 21 gols com a camisa tricolor.

Como diria o cronista esportivo João Saldanha, ele manda na "zona do agrião", denominação antiga para se referir à grande área. Artilheiro da Série B, com 5 gols marcados, sua desenvoltura no Brasileiro deste ano mostra um detalhe curioso: quatro dos gols marcados foram na grande área, sendo três deles na pequena área, mostrando a presença marcante que ele tem no local.

Gustavo também tem se mostrado letal num fundamento que notabilizou vários jogadores pelo mundo inteiro: o cabeceio. A testada certeira para o gol já deu fama a jogadores como Cahill, o australiano; Alan Shearer, do New Castle, Bierhoff, o alemão, como também o centroavante Klose, que marcou sete gols de cabeça em Copa do Mundo, Pel, Sérgio Ramos, do Real Madrid, e Jardel, o que mais se destacou nesse fundamento, entre outros.


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

"Eu falo sem medo, que nos vinte e tantos anos que eu tenho no futebol, o Gustavo é um dos melhores cabeceadores com quem já trabalhei. Com certeza é um dos três melhores, pela impulsão, pela localização, pela forma como ele cabeceia. A gente vê isso nos treinos e agora nos jogos", elogiou, em certo momento da temporada, o técnico Rogério Ceni a Gustavo.

Nove

Um fato que chama a tenção é que, dos 21 gols marcados por Gustavo, nove deles foram de cabeça. Ele não se mostrou com a mesma eficiência fora da área, mas dentro dela, já finalizou de bicicleta, de voleio, de perna direita ou esquerda, da maneira que foi possível chegar na bola.

No Campeonato Cearense, o estilo de jogo do Fortaleza ficou muito dependente de Gustavo, de tal modo que a todo instante havia cruzamentos na área.

Já no Campeonato Brasileiro da Série B, a artilharia do Tricolor passou a ser dividida: Gustavo tem cinco gols, porém, é seguido por Bruno Melo, com três, Edinho, dois e mais Dodô, Jean Patrick, Leonan, Ligger, Osvaldo e o lateral-direito Tinga.

"Sombra"

No elenco do Leão, o centroavante Gustavo só tem uma "sombra", como se diz na gíria do futebol, numa referência a um reserva imediato. Trata-se de Wilson, que inclusive substituiu Gustavo no decorrer da partida passada, contra o Criciúma/SC, apresentando um bom futebol.

O Leão do Pici investiu mesmo em atacantes do lado de campo, haja vista a perda de jogadores do setor, como Osvaldo, Léo Natel e Alípio, por exemplo. Já chegaram Minho, que esteve no banco contra o Criciúma e Marcinho, a mais recente contratação, aumentando as opções.



Total de acessos: 178272

Visitantes online: 22