Carregando...

Publicidade

Eunício afirmou que somente se comprometeu a colocar na pauta do plenário um projeto que cria uma política de preço mínimo para o transporte de carga. (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Eunício diz que proposta do governo para zerar Pis/Cofins do diesel só será votada depois de debate.

Ainda segundo o presidente do Senado, a proposta do governo ainda pode ser alterada na negociação.

25/05/2018

Após acordo fechado entre governo e caminhoneiros, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), afirmou que o projeto que reonera a folha de pagamentos e zera o Pis/Cofins do diesel só será votado depois de um debate mais profundo. Com isso, foi descartada a ideia inicial de votar a proposta nesta sexta-feira (25).

Após se reunir com o presidente Michel Temer e ministros no Palácio do Planalto, Eunício afirmou que somente se comprometeu a colocar na pauta do plenário um projeto que cria uma política de preço mínimo para o transporte de carga.

O senador explicou que o texto pode ser votado em até duas semanas, mas depende da assinatura de um pedido de tramitação em regime de urgência pelo líder do governo, Romero Jucá (MDB-RR).

Sobre o texto da reoneração e do Pis/Cofins, ele afirmou que um debate será aberto para encontrar uma outra fonte que permita a redução dos preços dos combustíveis. "O texto pode ser alterado na negociação", ressaltou.

"O projeto que veio da Câmara vai abrir um debate para encontrar as fontes sem prejudicar a área social, a saúde", disse.



Total de acessos: 175683

Visitantes online: 22