Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Caminhoneiros: Temer vai à TV anunciar medidas para conter crise.

Em pronunciamento, presidente cedeu mais uma vez e divulgou um pacote para tentar acabar com a greve.

28/05/2018

Brasília. O presidente Michel Temer cedeu aos caminhoneiros, em greve há uma semana no País, e anunciou, ontem, a redução de 46 centavos no preço do litro do diesel, um ajuste que será mantido por 60 dias.

Em pronunciamento transmitido pela TV, Temer anunciou outras quatro medidas que atendem às reivindicações dos caminhoneiros, que mantêm bloqueios em todo o País, impactando setores de transportes, saúde, educação e alimentos desde a segunda-feira passada. Apesar da mobilização das Forças Armadas, as intervenções para abastecer postos e aeroportos tiveram efeito limitado.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, a média nacional do preço do diesel oscilou de R$ 3,356 em janeiro para R$ 3,595 em 19 de maio, antes da greve, alcançando um pico de R$ 3,788 em 26 de maio, no sexto dia de paralisação, segundo o G1.

Em sua fala de quase oito minutos, Temer disse ter recebido informações preocupantes sobre o impacto da greve na produção agropecuária, com o risco de morte de milhões de animais por falta de rações. “Fizemos nossa parte para atenuar problemas e sofrimentos. As medidas que acabo de anunciar atendem às reivindicações que nos foram apresentadas”, disse.

Panelaços

Enquanto o governo se articulava nos gabinetes para encerrar a greve, os motoristas tinham outros planos para fortalecer o movimento. Tudo organizado por meio de grupos de WhatsApp. Ontem, a ordem era aumentar os protestos a partir de hoje.

Panelaços foram ouvidos na noite de ontem, em diversos lugares durante o pronunciamento de Temer. Em São Paulo, houve registros de protestos em vários bairros. No Rio, manifestações foram realizadas na Barra da Tijuca e Flamengo. Brasília, Niterói, Belo Horizonte, Águas Claras (DF), Porto Alegre, Recife, Balneário Camboriú (SC), Salvador, entre outras cidades, também tiveram registro de manifestações com panelas.



Total de acessos: 142675

Visitantes online: 2