Carregando...

Publicidade

A possibilidade de a privacidade do treino ser frustrada parecia real antes mesmo do início da atividade. (Foto: AFP)

Preparação: Treino sem privacidade preocupa Tite.

14/06/2018

A decisão da comissão técnica da Seleção Brasileira de apostar na privacidade dos treinos fechados na preparação para a Copa do Mundo enfrentou um contratempo logo no primeiro trabalho desse tipo em Sochi, na Rússia. Nesta quarta-feira, um dos convidados presentes ao treino da tarde (no horário local) da equipe publicou vídeos nas redes sociais da atividade, revelando inclusive a formação titular que Tite prepara para a estreia contra a Suíça, domingo, em Rostov, na Rússia.

Em ação que será praxe durante quase toda a fase final da preparação do Brasil para a Copa, em Sochi, a comissão de Tite optou por liberar apenas os 20 minutos finais do treinamento desta quinta-feira.

Mas vídeos nas redes sociais publicados por um dos convidados mostram a repetição da escalação do quarteto ofensivo que se destacou no triunfo por 3 a 0 sobre a Áustria no último domingo, no amistoso final da equipe antes do Mundial.

Vídeos

Tite evitou confirmar em entrevistas recentes, mas testou a equipe com: Alisson; Danilo, Thiago Alves, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Philippe Coutinho; Willian, Gabriel Jesus e Neymar. E esse também deverá ser o time escalado diante da Suíça Além disso, nos vídeos é possível ver cruzamentos de Marcelo e uma jogada construída que termina com passe de Willian para a conclusão de Gabriel Jesus.

A possibilidade de a privacidade do treino ser frustrada parecia real antes mesmo do início da atividade, quando foi possível ver pessoas circulando pelas sacadas dos apartamentos localizados ao lado do campo onde a seleção trabalhou em Sochi.

Ação contra drones

A atividade da seleção brasileira nesta quarta-feira (13), em Sochi, contou com reforço especial. A Fifa, com ciência da CBF, disponibilizou espiões para assegurar privacidade ao técnico Tite em seu treino fechado aos jornalistas -só os 20 minutos iniciais foram abertos.

Espalhados sobre o teto de um prédio vizinho, os espiões usaram binóculos para controlar o espaço e detectar o possível uso de drone por parte de adversários.

Caso necessário, eles têm orientação para abater esses dispositivos que não tenham prévia identificação. Para isso, são capazes de bloquear a frequência dos drones. O serviço estará disponível para a seleção brasileira durante toda a permanência na cidade russa, até as quartas de final.

Os moradores dos prédios vizinhos são, em sua maioria, atletas olímpicos. Antes mesmo da chegada da seleção a Sochi, houve uma conversa com os locais para evitar que houvesse filmagem e fotos das varandas dos apartamentos. Até agora nada foi vazado.



Total de acessos: 141858

Visitantes online: 27