Carregando...

Publicidade

Mohamed Salah faz hoje sua última partida na Copa do Mundo da Rússia no jogo entre Arábia e Egito. (Foto: AFP)

Já eliminadas, Arábia Saudita e Egito apenas cumprem tabela.

25/06/2018

O outro confronto do Grupo A envolve duas seleções já eliminadas do Mundial. Arábia Saudita e Egito se enfrentam também às 11 horas, na Arena Volgogrado. Decepcionados pelas frustrações diante dos uruguaios, quando empatavam a partida até os acréscimos do segundo tempo, e logo depois ao serem despachados pelos donos da casa, os egípcios esperam ao menos se despedir com honra da competição.

O técnico Héctor Cúper reconhece o fraco desempenho, e disse que a lesão do principal nome do time (Salah) pode ter comprometido o rendimento da equipe. "Cometemos erros e já analisamos. Queremos encerrar com vitória. Não há dúvida da importância de Salah. Sempre foi um jogador importante para todos, assim como foi na Inglaterra. Se estivesse na primeira partida, seria importante".

Assim como os egípcios, que chegam com a moral abalada para o terceiro jogo, a Arábia Saudita não é diferente. Após a derrota apertada para a Espanha, os sauditas vão para o jogo com o que tem de melhor em seu plantel de jogadores. "Vamos colocar o melhor time possível. Temos 23 jogadores e vou escolher os 11 melhores para entrar em campo.

É um jogo extremamente importante para nós. Eu e os jogadores damos muita importância e vamos colocar os melhores titulares possíveis", cravou o técnico Juan Antonio Pizzi, que inclusive citou a relação com o treinador adversário. "Tenho uma relação muito boa com Hector Cúper. Sei o prestígio que ele tem durante toda sua carreira como treinador. Vamos tentar impor nosso estilo de jogo e filosofia", explicou.



Total de acessos: 159662

Visitantes online: 17