Carregando...

Publicidade

O atacante Luiz Suárez é a grande esperança de gols do Uruguai para o jogo contra a Rússia, nesta segunda-feira, às 11 horas. (Foto: AFP)

Grupo A: Rússia e Uruguai decidem primeira colocação.

25/06/2018

De uma lado, os donos da casa em excelente momento na Copa. Do outro, a tradição de um campeão mundial e dono de um dos ataques mais poderosos do mundo. É neste panorama que Rússia e Uruguai se enfrentam nesta segunda-feira (25), às 11 horas (de Brasília), decidindo a primeira colocação do Grupo A.

Ambos têm 6 pontos ganhos e já mostraram que não estão para brincadeira no Mundial. Com melhor saldo de gols, a Rússia precisa apenas de um empate para assegurar a liderança, mas o pensamento da equipe é conquistar a terceira vitória e entrar para história.

"É bom entrar para a história, mas devemos esquecer o Egito e nos prepararmos para o Uruguai. A Copa do Mundo é realizada na Rússia. Então ninguém vai pensar em empate. Vamos tentar dar o máximo e ganhar a partida", disse o meia russo Yury Gazinsky.

Já o técnico Stanislav Cherchesov preferiu não revelar se irá poupar jogadores, já que a classificação para as oitavas está assegurada. "Estamos nos preparando para essa partida da mesma maneira. Já nos classificamos, mas queremos o melhor jogo. Vamos consultar o corpo médico, mas não creio em grandes mudanças", ressaltou.

Sem preferência

Passar de fase, seja em primeiro ou segundo do Grupo A, significa um confronto nas oitavas contra Espanha ou Portugal, que são considerados dois gigantes do futebol mundial.

Só que os uruguaios parecem não estar preocupados em escolher a pedreira da próxima fase. A prioridade, para o lateral Maxi Pereira, é evoluir. "Não (queremos vencer) para enfrentar Espanha ou Portugal nas oitavas, mas sim por ter uma outra intensidade e para melhorar a imagem que deixamos nas primeiras partidas. Ganhamos e isso é importante, mas queremos mostrar que temos um pouco mais. Tanto a Espanha como Portugal, conhecemos muito bem", considerou o jogador.

E se a palavra-chave é evolução, outro quesito também faz parte do time uruguaio: a intensidade, que segundo o atacante Edinson Cavani será explorada mais uma vez, agora na partida diante da Rússia. "Independentemente da situação que temos hoje, faremos sempre da mesma maneira. O objetivo era classificar e classificamos. Agora nosso objetivo é ficar em primeiro. Nossa intensidade vai ser a mesma na partida", completou o experiente atacante.



Total de acessos: 159574

Visitantes online: 4