Carregando...

Publicidade

Grupo D: Vaga e alívio hermano.

Argentina sofre, mas vence com gol no fim e avança às oitavas na Copa do Mundo para enfrentar a França.

27/06/2018

A Argentina está viva na Copa do Mundo da Rússia. Com um gol aos 40 minutos do segundo tempo, a equipe de Lionel Messi venceu a Nigéria por 2 a 1, na Arena Zenit, em São Petersburgo, nesta terça-feira. O resultado dramático foi suficiente para a equipe bicampeã mundial se classificar às oitavas de final como segunda colocada do Grupo D.

A Argentina foi favorecida pela vitória da Croácia sobre a Islândia por 2 a 1 no outro jogo da chave, disputado simultaneamente. Messi, escolhido o melhor em campo, fez um gol e acertou uma cobrança de falta na trave. E continua vivo na Copa do Mundo, ao lado dos seus companheiros.

A classificação teve um herói improvável. O defensor Marcos Rojo, barrado pelo técnico Jorge Sampaoli nos jogos anteriores, fez um belo gol, acertando de primeira o cruzamento de Mercado. Após o apito final, a torcida argentina fez uma incrível festa no estádio. A segunda maior cidade russa virou um pedaço de Buenos Aires.

Jogo duro

Nas oitavas de final, a Argentina vai enfrentar a França às 11 horas deste sábado, em Kazan. A Croácia, outra classificada como líder do Grupo D, terá pela frente a Dinamarca neste domingo, às 15 horas, em Nijni Novgorod.

Jorge Sampaoli fez o que os jogadores haviam pedido durante no princípio de motim que sacudiu a seleção. Voltou ao tradicional 4-4-2, escalando Banega e Di María para ajudarem Messi na criação. Na frente, Higuaín era a referência na área.

Aos 13 minutos, grande lançamento de Banega para Lionel Messi. Ele dominou na coxa, deu um toque com a perna esquerda e arrematou de direita: 1 a 0.

Pela primeira vez na Copa do Mundo, o camisa 10 estava à vontade. Aos 33 minutos, ele acertou uma bola na trave em cobrança de falta.

A Nigéria, muito recuada, só voltou para o jogo no 2º tempo após pênalti infantil cometido por Mascherano. Moses converteu e levou os argentinos ao desespero.

Quando a eliminação era provável pela desorganização do time, a salvação veio aos 41 minutos, com um golaço de Rojo. Vitória suada. Vitória da classificação. Delírio em São Petersburgo, que vai virar uma cidade argentina por uma noite.

Para Messi, mais um grande alívio em seguir vivo na competição e avançar para as oitavas.


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)


Total de acessos: 196989

Visitantes online: 3