Carregando...

Publicidade

Neymar explicou que a atuação com gol e assistência contra o México mostra o quanto está recuperado da fratura no pé direito sofrida em março. (Foto: CBF/Divulgação)

Em Entrevista: Neymar minimiza críticas ao seu jogo e alfineta mexicanos.

03/07/2018

Após ser escolhido o melhor jogador da vitória por 2 a 0 sobre o México, o atacante Neymar, do Brasil, criticou os ataques recebidos nos últimos dias pelo seu comportamento em campo durante a Copa do Mundo. Em entrevista coletiva, o jogador do Paris Saint-Germain afirmou que os comentários negativos a seu respeito têm como objetivo enfraquecer suas atuações.

Nesta Copa o atacante tem sido vaiado pelas torcidas adversárias e recebido críticas de rivais por ser considerado um jogador que simula faltas demais. "É mais para tentar minar do que outra coisa. Eu não ligo muito para crítica, até mesmo para elogio. Isso pode influenciar de algum jeito a cabeça do atleta. Nos últimos dois jogos não falei com a imprensa, não queria nada. Muita gente se altera. Só quero jogar futebol. Vim aqui para ganhar", afirmou.

A classificação do Brasil para as quartas de final teve como uma das reações as críticas pesadas do técnico do México, Juan Carlos Osorio, sobre a arbitragem. Na opinião dele, o italiano Gianluca Rocchi deu faltas inexistentes e permitiu uma "palhaçada" no 2º tempo ao parar a partida durante 4 minutos após uma disputa de bola seguida de pisão de Layún em Neymar.

O atacante foi questionado sobre as declarações de Osorio, mas o técnico Tite, sentado ao lado dele na entrevista, não deixou o jogador responder e se antecipou para comentar. "Técnico fala com técnico, atleta fala com atleta, direção com direção", afirmou.

Neymar explicou que a atuação com gol e assistência contra o México mostra o quanto está recuperado da fratura no pé direito sofrida em março. "Espero que possa melhorar cada vez mais. Sabia que ia precisar de ritmo para voltar ao normal. Já me sinto melhor, não só individualmente. Estou feliz pelo coletivo, estou melhorando cada vez mais", comentou.



Total de acessos: 160017

Visitantes online: 13