Carregando...

Publicidade

Lukaku não marcou, mas foi fundamental na virada belga. (Foto: AFP)

Próximo Adversário: Bélgica no caminho.

Seleção Belga vira, nos últimos minutos, para cima do Japão e encara Brasil nas quartas de final da Copa.

03/07/2018

A Bélgica sofreu para vencer o Japão de virada por 3 a 2, ontem, em Rostov-on-Don, e vai enfrentar o Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo.

Todos os gols saíram na segunda etapa, com os Samurais Azuis abrindo vantagem com Haraguchi e Inui e sugerindo mais uma zebra no mundial russo. Mas os Diabos Vermelhos reagiram com Vertonghen , Fellaini e Chadli e se colocaram como desafiantes do Brasil na sexta, em Kazan.

Quando a partida se encaminhava para a prorrogação, Courtois iniciou contra-ataque mortal que passou pelos pés de De Bruyne, Meunier e foi terminar com Chadli, que aproveitou corta-luz de Lukaku e só teve o trabalho de empurrar para as redes. Golaço que valeu a classificação.

A Bélgica colocou à prova a melhor campanha da fase de grupos da Copa, com 100% de aproveitamento e maior número de gols marcados. Liderados por Eden Hazard e Romelu Lukaku, os europeus se recuperaram de um possível vexame e asseguraram a vaga nas quartas de final.

Bélgica e Brasil se enfrentam por uma vaga nas semifinais nesta sexta-feira, às 15h pelo horário de Brasília, em Kazan.


Após a partida, os jogadores do Japão ficaram desolados dentro de campo. A classificação foi perdida no último lance. (Foto: AFP)

Jogo aberto

Sem muitas emoções no primeiro tempo. Os gols ficaram para a segunda etapa.

Na volta do intervalo, a Bélgica começou propondo o jogo no ataque. Mas o Japão estava ligado e aproveitou os espaços deixados no campo de defesa.

Logo aos 3 minutos, Kagawafez excelente lançamento nas costas de Vertonghen para Haraguchi, que não tremeu diante do gigante Courtois e bateu cruzado para abrir o placar. Aos sete minutos, após excelente jogada de Kagawa, Inui recebeu na entrada da área e arriscou chute forte. A bola saiu venenosa e foi morrer no cantinho de Courtois, que se esticou todo e nada pôde fazer. 2 a 0 para o Japão e delírio oriental no estádio.

O segundo gol deixou a Bélgica inerte durante alguns minutos. Porém, a reação começou aos 24 minutos com Vertonghen contando com a sorte e a falha do goleiro Kawashima para conseguir marcar o primeiro gol belga. O gol animou a Bélgica, que apostou no talento de Hazard para conseguir a igualdade. O camisa 10 fez linda jogada pelo lado esquerdo, chamando o zagueiro para dançar e cruzando com precisão para o questionado Fellaini, que subiu muito alto e cabeceou para as redes para empatar, aos 29.

A virada veio após o arqueiro belga iniciar um contra-ataque mortal. Courtois tocou para De Bruyne, que abriu para Meunier no lado direito. O lateral cruzou rasteiro para a área, Lukaku fez lindo corta-luz e Chadli só teve o trabalho de empurrar para as redes. Uma aula de contra-ataque que assegurou a virada no último lance e valeu a classificação.


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)


Total de acessos: 159634

Visitantes online: 17