Carregando...

Publicidade

(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Brasil x Bélgica: Batalha do um contra um.

O confronto mais aguardado da Copa do Mundo da Rússia até o momento coloca frente a frente jogadores com potenciais semelhantes entre Brasil e Bélgica. Jogão de sexta feira, às 15h, promete ser decidido pelos atletas que demonstrarem, da melhor forma possível, todo o seu talento.

05/07/2018

O duelo das quartas de finais entre Brasil e Bélgica não é um dos mais esperados da Copa do Mundo da Rússia à toa. Quando as duas talentosas equipes se encontrarem na sexta-feira, 6 de julho, às 15 horas em Kazan, na Arena Kazan, o mundo verá um confronto repleto de craques, que são destaque no futebol europeu, alguns deles como referências técnicas de suas equipes.

Com tantos craques em suas fileiras, o Diário do Nordeste, classificou até cinco estrelas as equipes titulares de brasileiros e belgas, evidenciando o equilíbrio de forças entre os dois escretes. No somatório de estrelas, o Brasil totalizou 39, enquanto a Bélgica elencou 38. A estrelinha a mais que deu a 'vantagem' ao Brasil foi pelo 'fator' Neymar, único dos 22 jogadores a ganhar nota máxima, ou seja, 5 estrelas.

Na média, os brasileiros ganharam apertado: 3,54 contra 3,45.


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Comparando jogador por jogador, o Brasil ganha em 3 posições, a Bélgica em duas, com 6 empates. Como os esquemas de jogo são diferentes, o Brasil no 4-1-4-1 e a Bélgica no 3-5-2, o posicionamento nos Diabos Vermelhos foi modificado para um semelhante a da formação de Tite, com Meunier e Vertonghen de laterais, posições nas quais já atuaram na seleção e em seus clubes.

Um por um

No gol, o primeiro empate: Alisson e Courtuois ganharam 4 estrelas. A igualdade se justifica mais pelo desempenho em seus clubes, Roma e Chelsea, respectivamente, do que precisamente na Copa. Alisson foi pouco acionado pelo Brasil, realizando apenas 3 defesas simples e sofrendo um gol, enquanto o belga, tem sofrido mais, levou 4 gols.

Na lateral-direita, mesmo 'improvisado', Meunier recebeu e estrelas, contra duas de Fágner. Apesar do lateral brasileiro não estar comprometendo na Copa, ainda está abaixo do Belga, que joga adiantado pela direita.

Na zaga, Thiago Silva, um dos melhores da Copa, supera o experiente Kompany. Thiago está muito bem nos desarmes e jogadas aéreas, recebendo 4 estrelas, enquanto o belga - que ganhou 3 - ainda não está em sua melhor forma, retornando de contusão. No outro lugar da defesa, um empate - cada um recebeu 3 estrelas - entre Miranda e Alderwereid, por serem dois defensores técnicos e discretos.

Na lateral-esquerda, Marcelo supera Vertonghen por 4 a 3. O defensor do Real Madrid é um dos melhores do mundo em sua posição e ataca como poucos.

No meio-campo, Brasil e Bélgica possuem um volante com características semelhantes, por isso o empate: Witsel e Fernandinho, substituto de Casemiro, são volantes do mesmo nível, que marcam bem e tem boa saída de bola.

Outros 3 empates aconteceram no meio: Carrasco e Paulinho, dois jogadores que também chegam ao ataque para definir; Willian e Mertens, ambos meia que auxiliam na criação e finalizam; e por fim, os dois mais técnicos armadores de suas seleções: Coutinho e De Bruyne, empatando com 4 estrelas.

Na frente, o artilheiro Lukaku - com 4 gols - supera o apagado Gabriel Jesus, enquanto Neymar, o único a receber 5 estrelas e fator de desequilíbrio entre os dois times, supera Hazard. Como ponto de desequilíbrio está a 'veia' goleadora de Neymar, autor de 2 gols na Copa, além de suas assistências para gol.



Total de acessos: 160023

Visitantes online: 14