Carregando...

Publicidade

Casemiro foi um dos principais destaques da campanha do Brasil na Copa da Rússia. Suspenso pelo segundo cartão amarelo, o jogador não atuou na partida contra Bélgica. (Foto: AFP)

Destaque da Copa: Após derrota, Casemiro diz que não é "fim de uma era".

09/07/2018

Um dos brasileiros com atuação mais elogiada na Copa do Mundo da Rússia, o meio-campista Casemiro disse, durante o desembarque da Seleção neste domingo (08) no Rio de Janeiro, que a eliminação para a Bélgica não significa o fim de uma era.

"O balanço é positivo. Muitas coisas boas, não é o fim de uma era. Comissão seguirá fazendo um grande trabalho. Todos perdem e ganham juntos", disse Casemiro, indicando que espera pela continuidade da comissão técnica dirigida por Tite.

Com 26 anos, Casemiro é um dos jogadores que deve servir como pilar no novo ciclo até a Copa do Mundo do Qatar, em 2022. O meio-campista teve atuação destacada até as oitavas de final, exercendo papel chave no sistema defensivo da seleção.

O segundo cartão amarelo no Mundial recebido contra os mexicanos deixou Casemiro, suspenso, fora do duelo contra os belgas. Sua ausência foi sentida e o Brasil teve momentos de fragilidade na marcação do meio-campo na derrota por 2 a 1 que significou o fim da campanha.

Desembarque

A chegada de parte da Seleção Brasileira no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, na manhã de ontem, frustrou a pequena torcida que esperava desde a madrugada com muita ansiedade os sete jogadores e a equipe técnica que desembarcaram na cidade. Separados em dois grupos, uma parte foi recebida com festa pela torcida, e outra, que optou pelo portão principal, teve a recepção principalmente de quem também chegava à cidade ou esperava no desembarque do aeroporto.

O primeiro a sair pela porta principal foi Gabriel Jesus, que não falou com a imprensa, assim como Geromel e Taison. Apenas o volante Casemiro deu uma pequena entrevista.

O avião vindo da Rússia, com escala em Madri, chegou por volta das 5h30 no Rio. Sem informação de onde seria o desembarque, imprensa e torcedores iam de uma ponta a outra do aeroporto para tentar encontrar os jogadores. Tite saiu por uma área lateral, normalmente usada por autoridades, junto com Philippe Coutinho. Além deles, desembarcaram no Rio Douglas Costa e Neymar. Um dos mais aguardados, o atacante do PSG não apareceu para saudar os torcedores.



Total de acessos: 230301

Visitantes online: 6