Carregando...

Publicidade

O meia croata Luka Modric foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo da Rússia. (Foto: Franck Fife / AFP)

"Não Deu": Melhor da Copa, Modric deixa estádio decepcionado com derrota e critica árbitro.

O jogador, que agora entra de férias, não quis dizer se vai deixar a seleção ou se participará de mais um ciclo junto com a Croácia em 2022.

16/07/2018

Eleito o melhor jogador da Copa do Mundo da Rússia, o meia croata Luka Modric não conseguia esconder a sua decepção ao deixar o estádio Luzhniki, em Moscou, após a derrota de sua seleção para a França por 4 a 2. O craque do Mundial não queria falar muito sobre a arbitragem do argentino Néstor Pitana, mas acabou dizendo que a atuação do juiz deixou a desejar.

“Claro que eu gosto do reconhecimento (prêmio de melhor jogador da Copa do Mundo) e muito obrigado a quem me elegeu. Só que eu preferia ter ganhado o Mundial, mas não deu e pronto”, afirmou, com a cara fechada ao passar pela zona mista.

Questionado sobre a arbitragem, Luka Modric disparou. “Não vamos falar do árbitro... não vai mudar nada. A sensação é de orgulho. Podemos estar orgulhosos do que conseguimos, ainda que não seja fácil perder uma final. Demos tudo, lutamos, não baixamos os braços mesmo quando estava 4 a 1, tentamos e não podemos nos reprovar em nada. Temos que ficar de cabeça erguida", disse o jogador do Real Madrid.

Diante da insistência para comentar sobre arbitragem, Luka Modric deixou claro a sua insatisfação com o juiz argentino. “Não vi a situação do pênalti, mas Ivan (Rakitic) e Perisic me disseram que não foi intencional, o primeiro gol deles também não era falta, isso afeta é claro. Tínhamos dominado a França e vem o pênalti e tivemos de lutar tudo de novo. Não podemos mudar o que aconteceu hoje”.

“Merecíamos mais sorte, mas isso é futebol, acho que merecemos mais, mas assim é futebol, não podemos mudar nada, só temos de ficar orgulhosos, nunca desistimos, lutamos até o final”, afirmou o craque da Copa do Mundo, que disse que agora quer férias. “Vamos descansar bem e nos próximos dias celebrar isso porque é muito grande para a Croácia, mas a sensação é agridoce. Estamos orgulhosos, mas tristes por ter perdido”.

Na Copa do Mundo de 2022, Luka Modric terá 36 anos. Ele não quis dizer se vai deixar a seleção ou se participará de mais um ciclo junto com a Croácia. “Agora é muito cedo para falar desse tipo de coisa. Vamos ver. Tenho que descansar bem, falar com a minha família”, finalizou.

Irritação

Se Luka Modric tentou economizar nas críticas ao árbitro, seu companheiro Ivan Rakitic foi mais incisivo. “Foi uma pena porque não revisaram a falta no primeiro gol da França e isso nos matou”, disse o jogador do Barcelona.

Sobre as diferenças de critérios do árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês), ele também foi duro. “Deve-se perguntar às pessoas que cuidam disso. A primeira falta não foi e o pênalti é muito, mas muito duvidoso. Eles chutaram três vezes e fizeram quatro gols. Entendo que eles querem que tudo melhore com o VAR mas ainda falta melhorar muito”, disse.

“Fomos superiores em muitos aspectos, mas temos que felicitar a França. Temos de ficar orgulhosos, fizemos com que todo mundo prestasse atenção à Croácia. Para um país como o nosso, isso é o mais importante”, finalizou Ivan Rakitic.



Total de acessos: 217301

Visitantes online: 5