Carregando...

Publicidade

Éverton, ex-Flamengo, marcou o único gol do jogo e não comemorou. (Foto: Divulgação/São Paulo)

Série A: Fôlego renovado.

Fora de casa, São Paulo vence o líder Flamengo por 1 a 0 e cola na ponta da tabela do Campeonato Brasileiro.

19/07/2018

O torcedor são-paulino que estava saudoso por causa da parada da Copa do Mundo teve sua expectativa de ver a equipe muito bem atendida com a vitória sobre o Flamengo por 1 a 0, ontem (18), no Maracanã.

Com gol de Everton, a equipe do técnico Diego Aguirre diminuiu a diferença para um ponto em relação aos rubro-negros, que são os líderes da competição. A partida de Everton diante do ex-clube foi do inferno ao céu, separados por um intervalo. No primeiro tempo, o meia-atacante recebeu cartão amarelo e, com isso, desfalcará o time no clássico de sábado (21), contra o Corinthians, no Morumbi.

Na etapa final, desviou de cabeça ótimo cruzamento de João Rojas para dar a vitória ao São Paulo. Ex-Flamengo, decidiu não comemorar o gol.

Se por um lado Aguirre não poderá contar com Everton, por outro parece ter ganhado uma boa notícia para o confronto de sábado. O equatoriano Rojas fez no Maracanã sua estreia com a camisa são-paulina. De seus pés saíram algumas das melhores jogadas da equipe, incluindo um chute defendido por Diego Alves no primeiro tempo e a assistência para Everton marcar, aos 2min da etapa complementar.

A vitória do São Paulo no Maracanã ajudou a aproximar os times da parte de cima da tabela, criando um bom ingrediente para curar a ressaca da Copa do Mundo.

O resultado fora de casa é animador para o São Paulo não só pela vitória contra o líder, mas também por garantir pontos importantes em uma sequência complicada que a equipe enfrenta nessa retomada do Brasileiro.

Confronto direto

Em confronto direto na briga pelas primeiras posições da tabela, o Grêmio deu poucas chances ao então vice-líder Atlético Mineiro na noite desta quarta-feira e venceu por 2 a 0, na Arena Grêmio, na retomada do Campeonato Brasileiro, após a paralisação em razão da Copa do Mundo.

Anfitrião, o Grêmio dominou o jogo desde o início e quase não sofreu ameaças por parte de um Atlético quase desfigurado, devido a mudanças no setor ofensivo. Os dois times sofreram alterações ao longo da Copa.



Total de acessos: 240255

Visitantes online: 3