Carregando...

Publicidade

O Ceará lutou, se defendeu bem boa parte do jogo, mas saiu derrotado. (Foto: Folhapress)

Série A: Vovô tem esforço em vão.

Ceará joga fechado, segura o Inter até os 30 do 2º tempo, mas sofre gol e segue na lanterna da Série A.

24/07/2018

O técnico do Ceará, Lisca, costuma dizer que se não der para ganhar, o importante é não perder o jogo. E foi isso que o Ceará tentou fazer contra o Internacional, ontem à noite, no Beira-Rio em Porto Alegre. O Alvinegro segurou o placar por todo 1º tempo e meia hora da etapa final, mas acabou sofrendo um gol em rara falha da defesa, amargando a derrota por 1 a 0, em jogo da 14ª rodada.

O resultado frustrou a pretensão do Ceará em engatar outro bom resultado após vencer o Sport na rodada anterior, e buscará uma reabilitação no próximo sábado, contra o Fluminense, às 16 horas, no Presidente Vargas, pela 16ª rodada. O Vovô teve adiado seu jogo com o Bahia pela 15ª rodada para agosto, que seria no meio de semana, devido ao time baiano atuar pela Copa Sul-Americana. Assim, o técnico Lisca terá alguns dias para reorganizar o Vovô para o duelo com os cariocas e buscar novo fôlego na luta contra o rebaixamento. O Vozão tem 8 pontos, sete distante de deixar o Z4.

Já o Internacional, chegou ao 10º jogo de invencibilidade na Série A e alcançou a 3ª colocação, com 26 pontos.

Com uma formação semelhante a da partida que venceu o Sport por 1 a 0 no Presidente Vargas na última quarta-feira, com as adições de Samuel Xavier e Arthur no time titular, o Ceará fez um primeiro tempo seguro defensivamente. Bem postado em campo e com a marcação encaixada, o time alvinegro não permitiu que o Internacional criasse muitas chances de gol nos primeiros 45 minutos. O Colorado criou apenas uma, já aos 38 minutos, em finalização de Rossi no travessão.



No mais, o Ceará desarmou bem, fechou os espaços, mas quando chegava lá na frente, ou não conseguia finalizar com perigo - Arthur e Felipe Azevedo tentaram chutes de longe - ou o árbitro ignorava faltas claras perto da área, como em Reina.

Para ilustrar o ‘critério’ do árbitro carioca, Richardson fez falta semelhante, a infração foi marcada e o jogador do Ceará ainda recebeu cartão amarelo. Como foi o 3º, o jogador está fora da partida de sábado.

Luta

Ao segurar o empate nos primeiros 45 minutos, o Ceará voltou para o segundo tempo disposto a continuar se defendendo e aumentando a cada minuto a impaciência dos jogadores do Inter em furar a barreira defensiva.

Cansado de ter toda a posse de bola e não conseguir furar a defesa alvinegra, o Inter passou a dá-la ao Ceará, permitindo o Vovô avançar mais para surpreendê-lo.

Só que mesmo atacando, o Ceará não sedia espaços, já que valorizava a posse de bola e ainda mantinha os cuidados defensivos, dificultando ainda os avanços do Inter.

Com isso, o técnico colorado fez alterações que modificaram o panorama da partida. Com D’Alessandro e Leandro Damião, o Inter ganhou em qualidade no passe e em presença de área. Assim, o Inter passou a alçar bolas na área, dificultando o trabalho do Ceará, que segurava o placar com bravura.

Mas em uma das tentativas em direção à área do Vovô, aos 30 minutos, o gol colorado saiu:após cruzamento vindo pela esquerda, Damião desvia, Nico Lópes chute para defesa parcial de Éverson e na sobra, William Pottker completou para o gol.

Após o gol, o Ceará passou a sair um pouco mais e cedeu espaços, e Damião quase ampliou, em finalização forte que Éverson defendeu bem.

Em vão

Precisando sair para o jogo após a gol sofrido, o Ceará buscou atacar mais, com as entradas de Luidy e Èder Luís.

A chance apareceu aos 48 minutos, com João Lucas cruzando a bola para Arthur, mas a bola passou raspando a trave.

Após a partida, os jogadores do Ceará lamentaram o resultado, por toda entrega tática da equipe. “Taticamente fizemos um bom jogo. Não atacamos tanto, mas conseguimos segurar o Internacional a maior parte do tempo. Acabamos sofrendo um gol, tentamos buscar no fim e não conseguimos. Temos que buscar os pontos em casa contra o Fluminense no PV”, disse o goleiro Éverson.


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)


Total de acessos: 218375

Visitantes online: 15