Carregando...

Publicidade

Diante dos cabisbaixos Marcinho, em primeiro plano e Adalberto, ao fundo, técnico Rogério Ceni reclama do árbitro Vinícius Furlan, que autorizou cobrança de falta, com Marcinho ainda em campo, aguardando a substituição. (Foto: JL Rosa)

Série B: Plano frustrado.

Tricolor queria vencer para evitar aproximação dos rivais, mas apenas empata e chega ao quarto jogo sem vitória.

25/07/2018

O Fortaleza desperdiçou um ponto importantíssimo dentro de casa, ao ceder o empate ao Avaí/SC, por 1x1, ontem à noite na Arena Castelão, pela 17ª da Série B do Campeonato Brasileiro.

O Leão vencia até os 35 minutos do segundo tempo, quando sofreu o gol em cobrança de pênalti. O Tricolor criticou a arbitragem por autorizar o andamento do jogo, no momento em que o atacante Marcinho ainda estava sendo retirado na maca. Na sequência surgiu o lance do pênalti, cometido por Adalberto.

O Leão volta a jogar no próximo sábado (28), às 16h30 no Estádio Alfredo Jaconi, contra o Juventude/RS.



Comparado com o time que empatou com o CSA no jogo anterior, o técnico Rogério Ceni promoveu quatro modificações no Leão. O zagueiro Ligger, com desconforto no músculo adutor da coxa, ficou de fora, substituído por Roger Carvalho; o zagueiro Adalberto ocupou a vaga do lateral Leonan; Felipe retornou ao meio-campo no posto de Derley e Getterson entrou no lugar de Wilson.

O jogo se apresentou, logo no início, para o atacante Marcinho, bem aberto pela esquerda. Aos 2 minutos, Marcinho entrou driblando na área e foi derrubado por Judson: pênalti, que Dodô converteu com tranquilidade, abrindo o placar.

Durante a maior parte do primeiro tempo, o Tricolor manteve o controle do jogo, graças ao bom trabalho realizado por Nenê Bonilha, Felipe, Dodô e Marlon. Aos poucos, o futebol de Getterson foi aparecendo, embora ele não tenha jogado como pivô, preferindo a ponta direita.

Marcinho fez um bom primeiro tempo e esteve perto de marcar o segundo gol de sua equipe, aos 24 minutos, em lance que o goleiro Aranha defendeu. No primeiro tempo, foram cinco finalizações do Fortaleza, contra duas do Avaí.

No segundo tempo, o Leão continuou com boa produção, mas seus atacantes esbarraram na perícia do goleiro Aranha, que fez três defesas salvadoras. Aos 35 minutos, em contra-ataque rápido,Adalberto cometeu pênalti em Getúlio e Guga converteu, empatando o jogo.


(Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)


Total de acessos: 239673

Visitantes online: 2