Carregando...

Publicidade

Na estreia de Cuca no Santos e do VAR, o Cruzeiro venceu por 1 a 0 na Vila Belmiro e saiu na frente pelas quartas de final da Copa do Brasil. (Foto: Divulgação/Cruzeiro)

Noite de Estreia: "VAR" é mero coadjuvante.

Primeira aparição oficial do sistema de árbitro de vídeo no Brasil é tímida e sem interferência nos resultados.

02/08/2018

A primeira aparição oficial do sistema de árbitro de vídeo (VAR) em gramados brasileiros teve o novo recurso como um mero coadjuvante nos três jogos que abriram as quartas de final da Copa do Brasil.

No primeiro jogo da noite, entre Santos e Cruzeiro melhor para os visitantes, que venceram por 1 a 0. Do banco de reservas, Raniel substituiu o atacante Hernán Barcos e decidiu o confronto aos 35 minutos do segundo tempo, decretando o placar.

Árbitro de vídeo

O jogo, no entanto, não forçou o árbitro Wilton Pereira Sampaio a pedir nem sequer uma vez a utilização do sistema em vídeo, empregado na última Copa.

O momento de maior tensão ocorreu aos 11 minutos do segundo tempo. Após um cruzamento, os santistas reclamaram de um empurrão do volante Lucas Romero em Gabriel Barbosa.

Wilton Pereira Sampaio ouviu os auxiliares de vídeo, mas optou por não paralisar a partida para conferir o lance no monitor. Na comunicação entre a sala e árbitro, confirmaram a não marcação de um pênalti sobre Gabriel. Imediatamente, o clube também reagiu por meio de sua rede social: "chama o VAR, juizão!".

Nas arquibancadas, por sua vez, os torcedores começaram a vaiar logo após a não marcação do pênalti e passaram a fazer o sinal característico dos árbitros, indicando uma televisão para análise do lance.

Flamengo empata no fim

Parecia que o Grêmio sairia de campo com vantagem para o jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil. Mas, com um segundo tempo superior em Porto Alegre, o Flamengo tentou incansavelmente, até conseguir empatar o jogo no último lance. Luan abriu para os donos da casa após boa jogada de Léo Moura no primeiro tempo, e Lincoln deixou tudo igual no fim após passe de Renê - e com direito a comemoração à la Mbappé. 1 a 1 e nada de vantagem para o jogo da volta, que acontece no próximo dia 15, no Maracanã. Quem vencer no Rio de Janeiro avança para a semifinal, e qualquer empate leva a decisão para os pênaltis - não há mais o critério do gol marcado fora de casa.

A fase encantada de Romero deixou o Corinthians mais próximo das semifinais da Copa do Brasil. O atacante paraguaio marcou nesta quarta-feira seu sexto gol em três partidas consecutivas e garantiu a vitória do Timão por 1 a 0 sobre a Chapecoense, em Itaquera, pelas quartas de final. O Corinthians joga por um empate, dia 15 de agosto, em Chapecó, para avançar. A Chapecoense precisa vencer por dois ou mais gols de diferença.



Total de acessos: 217944

Visitantes online: 15