Carregando...

Publicidade

O técnico Lisca lamentou não ter obtido a vitória contra o Atlético/PR, mas também comemorou o fato de não ter perdido e ver os adversários não somarem pontos na rodada. (Foto: Saulo Roberto)

Ceará: Oportunidade desperdiçada.

Rodada da Série A tem tropeço de concorrentes, mas com Vovô não cumprindo dever de casa e seguindo no Z-4.

13/08/2018

Para o Ceará, o empate sem gols com o Atlético/PR no último sábado no Presidente Vargas, pela 18ª rodada da Série A, teve uma sensação diferente da igualdade diante do Santos, na rodada anterior. Se contra os santistas, também no PV, o sentimento era de orgulho pelo futebol apresentado e as chances criadas - foram 22 em todo o jogo - apesar do empate cedido no fim da partida, diante do Furacão, o desempenho não foi o mesmo e resultado pode ser considerado o primeiro tropeço do Ceará na 'Era Lisca' nesta Série A.

A sensação foi confirmada com o insucesso de alguns rivais na luta contra o descenso nesta rodada. Paraná, Santos, Vasco e Vitória e Sport não venceram.

Até então, todos jogos sem vitória do Vovô com o técnico no comando foram considerados normais, como as derrotas fora de casa diante do Atlético/MG e Internacional, empates contra Botafogo, no Engenhão e Palmeiras no Castelão, além do já citado jogo com o Santos. Ou seja, contra o Atlético/PR, um concorrente direto na luta contra o rebaixamento, o triunfo era o passo que o clube precisava para vislumbrar uma saída do Z-4 na última rodada do 1º turno.

Com o resultado, o Ceará terá, na última rodada no 1º turno, contra o Vasco no dia 21, em São Januário ás 20 horas, que compensar os dois pontos perdidos contra o time paranaense.

Lamentação

O lateral-esquerdo João Lucas resumiu o sentimento alvinegro após o empate. "Lutamos até o fim. Foram 3 jogos em 6 dias. Não recuperamos praticamente nada, mas lutamos. Em casa teríamos que vencer, independente do adversário. Da mesma forma que buscamos fora contra o Paraná, temos que buscar fora contra o Vasco. Agradecemos o apoio, vamos descansar agora. O tempo até o jogo com o Vasco é bom para descansarmos, recuperarmos. Contra o Atlético não treinamos, só descansamos para jogar". Com 16 pontos em 18 jogos, o Ceará é o 18º colocado da Série A do Brasileiro.

Pontos a melhorar

O técnico Lisca admitiu que, embora a equipe do Ceará tenha evoluído após sua chegada, será preciso melhorar a produção ofensiva.

"Precisamos melhorar no último terço do campo. Ficou claro após o zero a zero. O que está nos atrapalhando muito é o número de gols feitos. Nos últimos 6 jogos fizemos 4 e tomamos dois, mais um jogo sem tomar gol é uma coisa positiva, mas precisamos crescer em ofensividade, em gols. Trocamos os 3 jogadores de frente, mas infelizmente não conseguiram aumentar o nível. Com exceção do Arthur no pivô. Mas se não somamos os 3 pontos, pelo menos somamos 1 e não deixamos o Atlético nos passar. Até 6 rodadas esse time estava bem a nossa frente e agora está atrás. Claro que queríamos a vitória, mas a luta continua, o Ceará continua firme na disputa e o importante é continuar pontuando".

Descanso

O treinador afirmou que o período maior até o jogo do Vasco pode ajudar a equipe se recuperar fisicamente.

"(Temos) Uma semana cheia, não este acúmulo de jogos. Fizemos alternâncias mas o time sentiu um pouco na parte de força, principalmente no último terço do campo. Agora é dar uma recuperada e nos preparar bem contra o Vasco". O Vovô deve enfrentar o seu ex-técnico, Jorginho, que também não vive bom momento no time carioca.



Total de acessos: 239952

Visitantes online: 2